Operação prende integrantes de quadrilha que assaltou carro-forte em Guaíba

Compartilhe:

A Polícia Civil deflagrou, na manhã desta quarta-feira (25), uma operação para combater uma quadrilha responsável pelo roubo a um carro-forte ocorrido no dia 29 de dezembro de 2021, nas dependências do Supermercado Nacional, em Guaíba, na região metropolitana de Porto Alegre. Onze pessoas foram sido presas na “Operação Pavão”, uma alegoria a Ilha do Pavão, no bairro Arquipélago, zona norte de Porto Alegre, onde parte da quadrilha se escondeu durante a fuga.

Ao todo, foram cumpridas 64 ordens judiciais, sendo 2 mandados de prisão preventiva, 7 de prisão temporária e 55 de busca e apreensão nos municípios gaúchos de Porto Alegre, Canoas, Getúlio Vargas, Bento Gonçalves, São Gabriel, e Capão da Canoa, além da cidade de São Paulo. Entre as 11 prisões, uma é preventiva, sete são temporárias e outras três em flagrante delito por posse de arma de fogo e munições.

Um dos presos na operação foi identificado como sendo o líder da organização criminosa, executando funções de comando no dia da ação. Investigações anteriores sobre o mesmo indivíduo apuram a prática de fatos extremamente graves com reincidência no cometimento de crimes de roubo a carro-forte praticado com emprego de fuzil.

Outros dois presos participaram efetivamente do roubo ao carro forte, dirigindo os veículos utilizados no dia. Os demais presos tiveram suas tarefas divididas entre: fornecer informações privilegiadas acerca do funcionamento da empresa e fornecer armamento e materiais táticos análogos ao utilizado pela Polícia Civil.

Como foi o crime

Foto: reprodução, câmeras de monitoramento / Polícia Civil

O caso ocorreu em 29 de dezembro de 2021, quando os investigados atacaram um carro-forte que abasteceria um supermercado em Guaíba, na região metropolitana. Os criminosos portavam fuzis e pistolas, utilizavam roupas táticas de uso das forças de segurança pública, em especial com identificação da Polícia Civil. Os integrantes da organização criminosa utilizavam, ainda, uma viatura identificada com a insígnia da corporação. Eles abordaram os vigilantes e roubaram R$ 4.354.000,00 do veículo de transporte de valores.

Na fuga, um dos veículos foi abandonado por problemas mecânicos. Foi encontrado no seu interior dinheiro oriundo do roubo. A quadrilha dirigiu-se até a Ilha do Pavão, na Capital. Dois assaltantes foram presos em flagrante e outros dois foram mortos após confronto com a Brigada Militar. Na Ilha foram localizados coletes balísticos, revólveres, fuzil, carregadores e munições de calibres diversos e uma série de equipamentos e vestimentas táticas.

Na operação de hoje, foi preso um suspeito de ser o líder da organização criminosa. Ele teria executado funções de comando no dia da ação. A polícia destacou, também, que o valor subtraído pelos suspeitos foi recuperado na operação.


Compartilhe: