Ouça no Meio-Dia: a Ação Civil Pública visando o passe livre nas eleições e mais notícias da manhã

Confira as principais notícias da manhã desta quinta-feira, 29 de setembro de 2022, no podcast Meio-Dia.

Compartilhe:

Ouça o podcast Meio-Dia também em outras plataformas:

A Defensoria Pública do Estado ingressou com Ação Civil Pública contra quatro municípios do Rio Grande do Sul para que garantam passe livre no transporte coletivo no domingo, 2 de outubro. A medida foi anunciada após a confirmação, por parte da prefeitura de Porto Alegre, de que não haverá a modalidade gratuita nos ônibus do maior município do Estado. Além da Capital, foram questionadas as administrações de Canoas, Pelotas e Santa Maria, todas as cidades com mais de 200 mil eleitores. Conforme a Defensoria, a medida visa assegurar à população o amplo acesso aos locais de votação, considerando que o passe livre era prática adotada há décadas no município de Porto Alegre. O município de Caxias do Sul, que também é um dos cinco maiores colégios eleitorais do Rio Grande do Sul, não constará na Ação Civil Pública. O Executivo garantiu passe livre nos ônibus nos dias de eleições.

Uma funcionária da CCR ViaSul morreu, na manhã desta quinta-feira (29), após ser atropelada por um caminhão. A vítima, de 22 anos, foi atingida por um veículo de carga em uma das cabines do pedágio de Santo Antônio da Patrulha, localizado no quilômetro 19 da FreeWay. Conforme a Polícia Rodoviária Federal, a jovem não resistiu aos ferimentos causados pelo atropelamento e morreu no local. Ela estava no lado de fora da cabine. O condutor da carreta fugiu do local do acidente. A CCR ViaSul afirma que o atropelamento ocorreu em uma cabine que não é automática. A concessionária da FreeWay, no entanto, não informou como ocorreu o fato. O local foi isolado para perícia por parte do Instituto-Geral de Perícias.

A Secretaria Estadual da Saúde vai prorrogar até 22 de outubro a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite para crianças de um a quatro anos e multivacinação para atualização da caderneta de vacinação de crianças e adolescentes menores de 15 anos. Conforme o Centro Estadual de Vigilância em Saúde, o Cevs, a intenção é utilizar o mês das crianças para criar estratégias que busquem o público-alvo. A medida se deve às baixas coberturas vacinais e vale para todo território gaúcho. Esta já é a segunda prorrogação da campanha, que começou em 8 de agosto e tinha previsão de término em 9 de setembro. Porém, o Rio Grande do Sul atingiu, até o momento, 60,48% de cobertura vacinal do público estimado para receber a dose da vacina contra a poliomielite, o que representa cerca de 335 mil crianças entre um e quatro anos. A meta da campanha é atingir 95% do público, estimado em 554 mil crianças nessa faixa etária.

A propaganda eleitoral em rádio e televisão do primeiro turno termina nesta quinta-feira em todo o Brasil. Ela era veiculada desde o dia 26 de agosto. A Justiça Eleitoral prevê a interrupção das inserções 48 horas antes do pleito. As eleições estão previstas para o próximo domingo. A norma não se aplica, porém, aos debates. Estes podem se estender até às 7h de sexta-feira.

A previsão aponta tempo firme em grande parte do Rio Grande do Sul nesta quinta-feira. O dia começou um pouco frio no Estado, mas, ao longo do dia, a temperatura fica amena em território gaúcho. O sol aparece entre nuvens em alguns pontos do Rio Grande do Sul. Áreas de instabilidade avançam e provocam nebulosidade em diversos pontos. Há possibilidade de pancadas de chuva na Fronteira Oeste, na Região Noroeste e no Norte do Estado. Em Porto Alegre, o tempo fica firme e a nebulosidade é destaque nesta quinta-feira, com máxima de 19°C. Na sexta-feira, uma área de baixa pressão se aproxima do Estado e as instabilidades se espalham para todas as regiões gaúchas. Existe a chance de chuvas fortes entre a Campanha e o Noroeste. A tendência é que no sábado, o tempo siga instável em áreas da metade leste, devido aos ventos úmidos do oceano.


Compartilhe: