Ouça no Meio-Dia: o ataque a tiros na Zona Sul de Porto Alegre e mais notícias da manhã

Confira as principais notícias da manhã desta segunda-feira, 5 de setembro de 2022, no podcast Meio-Dia.

Compartilhe:

Ouça o podcast Meio-Dia também em outras plataformas:

O Ministério Público denunciou os três policiais militares suspeitos de envolvimento na morte de Gabriel Marques Cavalheiro, de 18 anos, em São Gabriel, na Fronteira Oeste. O MP qualificou o homicídio como praticado através de motivo fútil, meio cruel e uso de recurso que impossibilitou a defesa da vítima. Os três PM’s foram denunciados tanto pela Promotoria de Justiça Militar como pela da Justiça Comum. A Promotoria de Justiça Militar também denunciou o sargento e os dois soldados por ocultação de cadáver e falsidade ideológica. O crime deverá ser julgado pela Justiça Comum, mesmo que os três tenham sido indiciados pela Corregedoria da Brigada Militar. O segundo-sargento Arleu Júnior Cardoso Jacobsen e os soldados Cléber Renato Ramos de Lima e Raul Veras Pedroso estão presos preventivamente no Presídio Militar de Porto Alegre. Eles são suspeitos da morte do jovem, que desapareceu no dia 13 de agosto após uma abordagem da Brigada Militar, O corpo de Gabriel foi encontrado, dias depois, com sinais de agressão, dentro de um açude.

Duas pessoas morreram e 23 ficaram feridas em um ataque a tiros em um bar de Porto Alegre na noite deste domingo. O estabelecimento fica na Rua Rio Grande, no bairro Campo Novo, zona sul de Porto Alegre. Segundo a Brigada Militar, os suspeitos saíram dos veículos em que estavam e trocaram tiros três vezes com duas pessoas que estavam no bar. Duas pessoas, ainda não identificadas, foram presas por suspeita de envolvimento no crime. Os feridos foram encaminhados para hospitais e postos de saúde da Capital. As pessoas detidas, inclusive, foram encontradas próximas de um hospital no momento da prisão. Elas estavam de posse de uma arma e justificaram à polícia que estavam ali para encontrar parentes feridos. Havia cerca de 80 pessoas no bar no momento do ataque. A Polícia suspeita que a motivação para o crime tenha sido um conflito entre facções.

A Polícia investiga também uma possível relação desta ocorrência com outro caso registrado já na madrugada desta segunda-feira, também em Porto Alegre. A Brigada Militar encontrou uma granada na calçada de um condomínio localizado no cruzamento das avenidas João Pessoa e Princesa Isabel, no centro da cidade. Conforme as autoridades, o artefato foi arremessado por dois homens que passaram pelo local em uma motocicleta. A Brigada Militar flagrou a ação e empreendeu uma perseguição contra a dupla, que acabou presa. Os nomes dos detidos não foram divulgados. Um deles é adolescente. Uma pistola foi apreendida com eles. Os policiais precisaram fazer uma ação para avaliar o risco de explosão. As vias do entorno precisaram ser bloqueadas. Na análise do artefato, os policiais constataram que o pino da granada não havia sido retirado. A granada foi retirada do local nas primeiras horas da manhã.

A 45ª edição da Expointer, a primeira sem restrições desde o início da pandemia de covid-19, terminou com resultado histórico de vendas e público. Foram registrados R$ 7,145 bilhões em vendas, o que representa um crescimento de 164,67% em relação a 2019, o último ano em que a feira ocorreu com presença totalmente liberada de público. Ainda no que diz respeito às vendas, todos os números apresentaram crescimento em relação a 2019. O mais rentável foi o setor de máquinas e implementos, com movimentação de R$ 6.598.853.022, uma alta de 159,2%. No setor automobilístico, a alta foi de 251%, na pecuária de 42,02%, na agricultura familiar de 78,52%, e no artesanato de 9,74%. O público também bateu recorde. Durante o evento, 742.376 mil pessoas passaram pelo parque Assis Brasil, em Esteio. O número superou as projeções dos organizadores. Em 2019, foram 416 mil pessoas.

O tempo seco e frio continua nesta segunda-feira no Rio Grande do Sul. O dia começou com frio no Estado, mas, ao longo da tarde, a temperatura fica amena em território gaúcho. Em Porto Alegre, a máxima será de 21°C. Durante o dia, o sol predomina no Rio Grande do Sul e só chove, de maneira isolada, na Região Noroeste ao longo da tarde. As instabilidades vão se intensificar no Estado somente na terça-feira, aumentando as chuvas isoladas no Estado. Passadas as instabilidades, a previsão do tempo aponta que o Rio Grande do Sul terá calor nos próximos dias. A máxima vai chegar na casa dos 30°C no Estado. Uma massa de ar quente vai começar a atuar sobre o território gaúcho a partir de quarta-feira. Segundo a previsão, o dia mais quente da semana será quinta-feira. Mas, segundo a Climatempo, na sexta-feira, uma nova frente fria, vinda do Uruguai, começará a derrubar as temperaturas aos poucos no Rio Grande do Sul.


Compartilhe: