Dois são detidos após arremessarem granada contra condomínio em Porto Alegre

O pino da granada não havia sido retirado, o que impediu sua explosão em frente ao condomínio. 

Compartilhe:

Dois indivíduos foram detidos pela Brigada Militar após arremessarem uma granada contra um conjunto habitacional de Porto Alegre. O caso ocorreu no condomínio Princesa Isabel, conhecido como Carandiru, localizado a uma quadra do Palácio da Polícia, sede da Polícia Civil do Estado do Rio Grande do Sul.

Conforme a BM, uma guarnição flagrou o momento em que dois indivíduos chegaram de moto ao conjunto habitacional, localizado entre as avenidas João Pessoa e Princesa Isabel, por volta das 5h da manhã. Um dos indivíduos arremessou algo contra o prédio e, logo em seguida, tentaram fugir.

Os policiais conseguiram interceptar a dupla a poucos metros do condomínio. Com a dupla, foi encontrada uma pistola.

Os policiais buscaram o objeto que tinha sido jogado contra o edifício e descobriram se tratar de uma granada. Diante do fato, o local foi isolado por causa do risco de explosão. O BOPE (Batalhão de Operações Especiais) foi acionado para realizar a remoção do artefato. O pino da granada não havia sido retirado, o que impediu sua explosão.

Os dois detidos foram encaminhados à Delegacia de Polícia. Um deles, por se tratar de menor de idade, foi encaminhado ao Juizado da Criança e do Adolescente, onde deve ser autuado por ato infracional.

A principal suspeita é que o ataque tenha sido uma resposta de uma facção ao tiroteio que causou a morte de duas pessoas e deixou 23 feridos na zona sul de Porto Alegre. Três baleados estão em estado gravíssimo.


Compartilhe: