Polícia Civil conclui inquérito sobre suposta injúria racial contra Edenilson

A decisão do caso do jogador Edenilson foi enviada ao Ministério Público do Rio Grande do Sul.

Compartilhe:

A Polícia Civil do Rio Grande do Sul concluiu nesta segunda-feira (13) o inquérito do caso de suposta injúria racial contra o jogador do Inter Edenilson e decidiu indiciar Rafael Ramos, atleta do Corinthians, pelo crime.

A decisão foi enviada ao Ministério Público do Rio Grande do Sul, que deverá dar seguimento ao processo na Justiça. Caberá ao órgão definir se arquiva, ingressa com a ação ou solicita eventuais diligências da polícia.

Na última quarta-feira (8), o IGP (Instituto-Geral de Perícias) entregou o laudo pericial sobre o pedido de perícia de leitura labial do caso.

O IGP revelou não ser possível identificar o que foi dito por Rafael Ramos. Durante a partida, o jogador do Inter alegou ter sido chamado de “macaco” pelo lateral.

Foto: Reprodução/Twitter

Compartilhe: