Edenilson protesta após laudo pericial do IGP

Edenilson usou as redes sociais para protestar após o resultado do laudo pericial do IGP.

Compartilhe:

O IGP (Instituto-Geral de Perícias) entregou, nesta quarta-feira (8), o laudo pericial sobre o pedido de perícia de leitura labial do caso Edenilson, ocorrido na 6ª rodada do Campeonato Brasileiro, na partida entre Inter e Corinthians.

O IGP revelou não ser possível identificar o que foi dito por Rafael Ramos. Durante a partida, o jogador do Inter alegou ter sido chamado de “macaco” pelo lateral.

No entanto, segundo o IGP, um vídeo do lance foi analisado pelos peritos, mas não foi possível identificar o que foi dito pelo jogador corintiano.

“Quatro vídeos foram enviados para análise. Um deles foi selecionado, por apresentar maior extensão da cena questionada e melhor qualidade de sinal. As imagens foram tratadas com softwares de melhoramento e apresentaram qualidade suficiente para análise. Da cena questionada, foram extraídos 41 frames”, disse o IGP.

“Por essas razões, é impróprio que a perícia criminal oficial do Estado afirme, com responsabilidade do ponto de vista processual e científico, o que foi proferido pelo jogador na cena questionada “, ressaltou o texto.

O laudo de leitura labial foi solicitado pela Polícia Civil do Rio Grande do Sul. O caso também está sendo investigado na esfera esportiva.

Protesto

Edenilson usou as redes sociais para protestar após o resultado do laudo pericial do IGP. O jogador do Inter alterou a foto e o nome na biografia do seu perfil no Instagram para: “Macaco Edenilson Andrade dos Santos”.

“Não iriam nos calar??? Já nos calaram. Se ofendidos, aceitem, engulam a seco. Finjam que não escutaram, é uma luta desleal, é uma luta inconclusiva”, disse Edenilson no Instagram.

Foto: Reprodução/Instagram

Compartilhe: