Ouça no Meio-Dia: Ucrânia apura uso de armas químicas pela Rússia e mais notícias da manhã

Confira as principais notícias da manhã desta terça-feira, 12 de abril de 2022, no podcast Meio-Dia.

Compartilhe:

Ouça o podcast Meio-Dia também em outras plataformas:

A Polícia Civil realizou, nesta terça-feira, uma operação que apura supostos desvios de valores por parte de um instituto contratado para abrigar adolescentes infratores em situação de semiliberdade da Fundação de Atendimento Socioeducativo, a Fase. Segundo a investigação, o instituto terceirizava a prestação do serviço para empresas ligadas a pessoas vinculadas a ele. O prejuízo aos cofres do Estado foi de R$ 368 mil, entre 2018 e 2020. Depois, os contratos foram cancelados pela atual gestão. Um dos mandados foi cumprido na Assembleia Legislativa, local de trabalho de um dos suspeitos. Não se sabe se o investigado possui cargo em comissão ou é funcionário de carreira. Porém, a polícia diz que não há envolvimento de parlamentares. No final do ano passado, esta entidade já havia sido alvo da Polícia Federal devido a irregularidades relacionadas a verbas federais na prestação de serviço para acolhimento de moradores de rua pela prefeitura de Porto Alegre.

O Ministério Público do Rio Grande do Sul desencadeou nesta terça-feira a quarta fase da Operação Aliança Criminosa, nas cidades de Arvorezinha, Boqueirão do Leão e Frederico Westphalen. A investigação indica a existência de uma organização criminosa que frustrava e fraudava processos licitatórios, lavava dinheiro e cometia peculato contra a prefeitura de Arvorezinha. Ainda conforme a investigação, em Arvorezinha, os empresários combinavam valores, mandavam orçamentos superfaturados à prefeitura e recebiam pagamentos por insumos hospitalares que jamais foram entregues, inclusive durante a pandemia. Quatro empresários e um ex-servidor público de Arvorezinha foram proibidos de frequentar a prefeitura e de contratar com o poder público. No esquema, cabia ao ex-servidor investigado facilitar as contratações dessas empresas. Além disso, seis mandados de busca e apreensão foram cumpridos na sede do Poder Executivo de Arvorezinha e em residências e empresas dos investigados, localizadas em Boqueirão do Leão e Frederico Westphalen.

Três pessoas morreram em um acidente entre um caminhão e um carro na noite desta segunda-feira, na ERS-135, em Erechim, Norte do Estado. As vítimas estavam todas no automóvel. Trata-se de duas mulheres, uma de 39 e a outra de 62 anos, e uma criança de quatro anos. O motorista do caminhão não sofreu ferimentos. Conforme o Comando rodoviário da Brigada Militar, vestígios apontam que o acidente ocorreu quando o caminhão invadiu a pista contrária e colidiu contra o carro. A motorista do carro morreu na hora. A passageira e a criança chegaram a ser socorridas pelo Samu e foram encaminhadas ao Hospital de Santa Terezinha. Porém, morreram enquanto recebiam atendimento na instituição.

O Ministério da Defesa da Ucrânia diz estar checando, nesta terça-feira, indícios de que a Rússia tenha feito uso de armas químicas em um ataque à cidade portuária de Mariupol, no sudeste da Ucrânia, na segunda-feira. Segundo a ministra da Defesa do país, Hanna Malyar, a principal suspeita é de uso de bombas de fósforo branco, que são proibidas no mundo inteiro pela Convenção de Armas Químicas, da Organização das Nações Unidas. O Prefeito de Mariupol afirma que mais de 10 mil civis já morreram na cidade. Já o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenski, já fala em uma nova fase de terror contra a Ucrânia. De sua parte, segundo a agência de notícias independente russa Interfax, forças separatistas apoiadas por Moscou negaram ter usado armas químicas durante a tentativa de tomada de Mariupol. Além disso, a Rússia nega ter cometido crimes de guerra desde o início da invasão da Ucrânia.

A frente fria presente no Estado segue atuando nesta terça-feira. Existe a previsão de pancadas de chuva no Litoral Norte, na Serra, na Região Metropolitana e na Região Norte. Além disso, a nebulosidade deixa o tempo fechado em grande parte do Estado. Este cenário precede a chegada de uma nova onda de ar frio que passa a influenciar o tempo a partir da quinta-feira. Até lá, o Estado terá muita chuva, mas a temperatura não terá uma queda muito acentuada. A expectativa é de que, nos próximos dias, as temperaturas fiquem próximas do que foi observado com a passagem da massa de ar frio na virada de março para abril.


Compartilhe: