Outono começa neste domingo no Hemisfério Sul

A previsão climática para o Rio Grande do Sul indica que as chuvas serão abaixo da média, em decorrência dos impactos que o fenômeno La Niña.

Compartilhe:
Imagem de Porto Alegre. Foto: Rosana Klafke/Agora RS

 

O outono no Hemisfério Sul iniciou oficialmente neste domingo (20), às 12h33, horário de Brasília.

Considerada uma estação de transição entre verão e inverno, o outono vai durar até o dia 21 de junho. Neste período, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), as chuvas são mais escassas, especialmente no interior do Brasil, incluindo o semiárido nordestino.

As partes litorâneas do Nordeste e a Região Amazônica ainda registram um volume considerável de chuvas, especialmente se houver persistência do sistema atmosférico denominado Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) mais ao sul de sua faixa de atuação.

A nova estação também caracteriza-se pelas primeiras incursões de massas de ar frio, vindas do sul do continente, e que provocam queda gradual nas temperaturas, principalmente nos estados do Sul e em partes da Região Sudeste.

“Destaca-se que, durante o outono, normalmente observam-se as primeiras formações de fenômenos adversos como: nevoeiros nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste; geadas nas regiões Sul e Sudeste e no Mato Grosso do Sul; neve nas áreas serranas e nos planaltos da Região Sul, e friagem no sul da Região Norte e nos estados de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e até mesmo no sul de Goiás”, informa o Prognóstico Climático do Inmet para o período.

Outras marcas dessa estação são uma maior queda na umidade relativa do ar e aumento da incidência de ventos. A chegada do outono está ligada a um fenômeno astronômico chamado de equinócio, que marca o momento exato em que o Sol se posiciona de forma perpendicular à Linha do Equador, distribuindo sua luminosidade de maneira mais ou menos uniforme entre os hemisférios Sul e Norte, o que ocorre exatamente neste dia 20 de março.

A partir desse momento, pelo movimento de translação da Terra em relação ao Sol, um dos hemisférios começa a receber maior luminosidade solar do que o outro. Isso se dá porque a Terra tem uma ligeira inclinação em relação ao próprio eixo e, conforme ela se movimenta ao redor do Sol (translação), essa incidência dos raios solares vai se invertendo entre a parte Norte e Sul do planeta.

É por isso quando o outono começa no Hemisfério Sul, numa transição para o inverno, a primavera começa no Hemisfério Norte, numa transição ao verão.

A previsão climática para o Rio Grande do Sul indica que as chuvas serão abaixo da média, em decorrência dos impactos que o fenômeno La Niña pode causar. Entretanto, pode haver entrada de frentes frias que provoquem chuvas, especialmente na porção Leste do Estado.

O Inmet informou que a temperatura do ar na Região Sul deverá prevalecer próxima e acima da climatologia do período, porém não se descarta a possibilidade de haver a incidência de geadas, principalmente em áreas serranas, à medida que se aproxima do inverno.


Compartilhe: