Corsan pede uso responsável da água para enfrentar estiagem no Rio Grande do Sul

Compartilhe:

A Corsan (Companhia Riograndense de Saneamento) voltou a pedir que os gaúchos evitem ao máximo desperdício de água. O motivo é a seca que atinge o Estado desde 2019, influenciada pela atuação do fenômeno La Niña. Ao menos 96 municípios gaúchos já decretaram emergência por causa da falta de chuva regular, segundo a Defesa Civil.

A situação é tão crítica que os pontos de captação da Corsan estão extremamente baixos em diversos municípios gaúchos. Para evitar racionamento, os sistemas da empresa estão sendo melhorados e o abastecimento está sendo complementado em algumas localidades por meio de caminhões-pipas.

Em Gravataí, a captação no rio Gravataí está suspensa para atividade agrícola desde terça-feira (28/12). A medida visa garantir o abastecimento público de água de Cachoeirinha, Gravataí, Alvorada e Viamão.

Em Tramandaí, o manancial de captação de água está com nível muito baixo e acabou influenciando em alterações nas características da água. A situação causou problemas de abastecimento durante o fim de ano. Como medida de contingência, está sendo montada uma captação em balsa com auxílio de equipes de mergulhadores, o que permite instalar bombas mais para dentro da lagoa e com isso captar água numa maior profundidade.

Dicas para evitar desperdício de água

  • Não lavar o carro nem a calçada.
  • Não tomar banhos demorados.
  • Não deixar a torneira aberta se não estiver em uso.
  • De forma geral, não desperdice água, usando somente o necessário.

Compartilhe: