Gravataí decreta situação de emergência por causa da estiagem e baixo nível de rio

Apesar do nível crítico do rio Gravataí, a captação de água segue normalmente.

Compartilhe:

A Prefeitura de Gravataí, na região metropolitana de Porto Alegre, decretou emergência em razão da estiagem. A régua que mede o nível do rio Gravataí, que dá nome para a cidade atingiu a marca de 21 centímetros. Apesar do nível críticio, a captação urbana segue normalmente.

O objetivo do decreto é amenizar os impactos causados pela seca, ao permitir que a a Fundação Municipal do Meio Ambiente fiscalize os pontos de captação direta para agricultura e indústria, a fim de impedir qualquer tipo de irregularidade.

De acordo com a Fundação, as fiscalizações estão sendo realizadas com o uso de drone e, também, com barcos. Até a manhã desta quinta-feira (30), não haviam sido encontradas irregularidades.

O decreto, ainda, autoriza a abertura de crédito extraordinário para atender a despesas imprevisíveis e urgentes, sem prejuízo das disposições previstas na Lei de Responsabilidade Fiscal (LC nº 101/2000), referentes à situação de emergência.

Prefeitura pede que população evite desperdício

Na última terça-feira (28), a Prefeitura de Gravataí publicou um apelo para que a população não desperdice água. O nível de água no rio já estava abaixo de 50 centímetros e a captação para abastecimento das indústrias e da agricultura estava ocorrendo de forma alternada, dia sim e dia não. Desde então, os níveis estão cada vez mais baixos.


Compartilhe: