fbpx

Cachoeirinha confirma quarto caso de meningite bacteriana

Aulas para cerca de 10 mil alunos foram suspensas por questão de segurança

A Prefeitura de Cachoeirinha, município da região metropolitana de Porto Alegre confirmou na tarde desta sexta-feira o quarto caso de meningite bacteriana. A doença também é conhecida como meningite meningocócica.
Conforme o órgão municipal, o quadro de saúde de um jovem de 17 anos, também morador do bairro Betânia, é estável. Ele está internado há dois dias no Hospital Padre Jeremias. Por causa do surto de meningite, considerado “comunitário”, a administração municipal decretou estado de emergência.
Com o decreto, as aulas de cerca de 10 mil alunos foram suspensas e as férias de inverno foram antecipadas. Em relação às escolas do sistema de educação infantil do município, a orientação é que os pais de alunos com a carteira de vacinação em dia decidam pelo se os filhos irão às aulas. As escolas infantis e creches permanecerão abertas.
Leia mais: Prefeitura de Cachoeirinha confirma surto de meningite bacteriana
Vacinação
A Prefeitura garante que irá vacinar 100% do grupo de risco – crianças entre 12 meses e adolescentes de 20 anos de idade – do bairro Jardim Betânia até domingo. O local é onde estão concentrados todos os casos confirmados de meningite no município.
Duas crianças morreram em decorrência da doença. Cerca de 6 mil pessoas devem ser vacinadas contra a meningite no município. Doses da vacina já foram liberadas pelo Ministério da Saúde.
O prefeito de Cachoeirinha, Vicente Pires, que uma ambulância ficará disponível à população 24 horas por dia. O posto de saúde do bairro terá atendimento ampliado até a meia-noite. Conforme a prefeitura, material informativo está sendo distribuído aos moradores com informações de prevenção e sintomas da doença.
A meningite é um processo inflamatório das meninges, membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal. Os principais sinais e sintomas são febre alta, que começa abruptamente, dor de cabeça intensa e contínua, vômito, náuseas, rigidez de nuca e manchas vermelhas na pele. Em geral, a transmissão é de pessoa a pessoa, através das vias respiratórias, por gotículas e secreções do nariz e da garganta.

📰 Receba as notícias do Agora no seu WhatsApp e Telegram
Notícias relacionadas