AO VIVO: Elissandro Spohr, o Kiko, é o primeiro dos réus a depor sobre o incêndio na boate Kiss

Elissandro Callegaro Spohr, o Kiko, é o primeiro réu a prestar depoimento no júri sobre o incêndio do Caso Kiss. Os quatro réus serão questionados pelo Juiz Presidente do Tribunal do Júri, Orlando Faccini Neto, Ministério Público (que faz a acusação), assistente de acusação, sua própria defesa e pelos Advogados dos outros réus. Se desejarem, também poderão ficar em silêncio.

Após Kiko, depõem Luciano Bonilha Leão, Mauro Londero Hoffmann e Marcelo de Jesus dos Santos. Eles serão inquiridos amanhã (9). Os depoimentos de testemunhas duraram oito dias. Foram 12 vítimas, 13 testemunhas e outros três informantes.

Após o interrogatório dos quatro acusados começarão os debates, ocasião em que acusação e defesas terão oportunidade de apresentar suas teses e argumentos aos jurados. O tempo total para essa fase do julgamento será de 9 horas, dividido em quatro fases:

  • 2 horas e meia para MP e Assistente de Acusação (dividem o tempo);
  • 2 horas e meia para as defesas dos réus (dividem o tempo);
  • 2 horas de réplica para o MP/Assistente de Acusação (dividem o tempo);
  • 2 horas de tréplica (dividem o tempo).

AO VIVO: Júri da Kiss chega ao sétimo dia e mais três pessoas devem ser ouvidas hoje

O júri do caso do incêndio na boate Kiss chegou nesta terça-feira ao sétimo dia. Ao menos três pessoas devem ser ouvidas no Foro Central I, em Porto Alegre. Duas delas das defesas de Elissandro Spohr e Marcelo de Jesus, e uma indicada pelo Ministério Público.

A testemunha da defesa de Marcelo de Jesus é Venâncio da Silva Anschau. Ele é ex-operador de áudio da banda Gurizada Fandangueira e também estava no incêndio.

Já a arquiteta Nivia da Silva Braido foi indicada pelo Ministério Público. Ela foi ouvida ao longo do processo, pois foi consultada informalmente por Elissandro Spohr para fazer mudanças estéticas na casa noturna em 2012, como alterações na cor e no formato do gesso.

Por fim, para a defesa de Elissandro Spohr foi arrolado Gerson da Rosa Pereira. Ele era chefe do 4º Comando Regional dos Bombeiros de Santa Maria.