Carlos Barbosa: as atrações da cidade industrial

Antigo Hotel de passagem de Carlos Barbosa (Foto: Sem Roteiro)

A serra gaúcha é formada por lindas cidades. Hoje, nós (Rosana Klafke e Vitor de Arruda Pereira) vamos falar um pouco sobre Carlos Barbosa.

É um munícipio bem organizado, tudo bem ajeitadinho, com ambiente agradável para quem gosta de caminhar durante os passeios.

Um dos pontos turísticos é a Estação Ferroviária, ela fica no coração da cidade. O local abriga o prédio da antiga Estação Ferroviária, tombado pelo Patrimônio Histórico Municipal. Construído em 1908 e restaurado em 2000, é um dos mais belos cartões postais de Carlos Barbosa.

Mas quando a gente passou pela cidade havia obras em torno da Estação Ferroviária (o que não tirou o brilho do passeio. Aliás, durante todo o nosso passeio fomos acompanhado por uma chuva fina (ajudou a dar um charme a mais hahah).

Vila das Etnias

Ainda no centro, bem ao lado da Igreja Matriz, visitamos a Vila das Etnias. O propósito do lugar é mostrar como eram as antigas moradias dos povos que colonizaram a cidade de Carlos Barbosa. Foram montadas várias casas como, italiana, alemã e polonesa. É bem legal para quem, assim como nós, gosta de arquitetura antiga. Dá para ver as diferenças e alguns detalhes característicos das casas de cada povo.

Vila das Etnias (Foto: Sem Roteiro)
Vila das Etnias e as casas típicas (Foto: Sem Roteiro)

Igreja Matriz Nossa Senhora Mãe de Deus

Ao visitar uma cidade, a gente sempre procura visitar as igrejas e as capelas, em Carlos Barbosa não foi diferente. A Igreja Matriz Nossa Senhora Mãe de Deus chama bastante atenção. Ela foi construída em 1943 e possui uma torre com quatro sinos, confeccionados com metais.

Interior da Igreja Matriz Nossa Senhora Mãe de Deus (Foto: Sem Roteiro)

Morro Calvário

O Morro Calvário possibilita visão do município pelo alto. Além da Igreja Nossa Senhora das Dores, que fica no topo do morro, o percurso possui as 14 estações da Via Sacra. É um local prefeito para tomar um chimarrão e tirar lindas fotos. Quando fomos lá, apesar de ainda ser outono, o clima estava a cara do inverno, então a vista ficou para a próxima oportunidade, mas ainda assim aquele clima rendeu fotos dignas de inverno no Rio Grande do Sul.

Morro do Calvário (Foto: Sem Roteiro)
Morro do Calvário (Foto: Sem Roteiro)

Gruta Nossa Senhora de Lourdes

Agora, vamos comentar sobre um ponto turístico que fica um pouquinho afastado do centro: a Gruta Nossa Senhora de Lourdes. Ela foi construída em 1929, através da união de diversas famílias da comunidade.

Segundo a Prefeitura de Carlos Barbosa, o local era um ponto de parada para matar a sede e dar de beber aos animais. Ah, um detalhe importante, a gruta fica próxima da rodovia, daí tem que ficar atento para não passar (o Google Maps ajudou a gente hahaha).

Gruta Nossa Senhora de Lourdes (Foto: Sem Roteiro)

O ponto alto da nossa visita não foi um local “turístico”, apesar de que deveria ser… como sempre, procuramos um café na cidade para conhecer um pouco da cidade. Foi aí que ao procurar encontramos um (pelo Google) que aparentava ser uma casa antiga, pelas fotos. Ele fica bem em frente à Estação Ferroviária.

Ao conversar com um dos funcionários, ele nos contou que ali naquele prédio funcionou o primeiro hotel de Carlos Barbosa, que servia de hotel de passagem para quem chegava de trem na cidade. O prédio preserva muito da arquitetura original, como as aberturas, que foram todas restauradas.

Antigo Hotel de passagem de Carlos Barbosa (Foto: Sem Roteiro)

Sentimos falta de Carlos Barbosa dar um pouco mais de atenção ao turismo, não encontramos por exemplo centro histórico, apesar de a cidade ter potencial para isso. A cidade é muito voltada para a indústria, que emprega muita gente na cidade. Estando na Serra Gaúcha poderia aproveitar esse ponto e atrair mais turistas.

Quer ficar por dentro das notícias de turismo e ainda conferir dicas de viagens e passeios, acompanhe a gente no Instagram e Facebook do Blog Sem Roteiro.


Compartilhe: