Turismo de bem-estar: conheça a modalidade que vem ganhando força

Cambará do Sul/RS (Banco de Imagens/Canva)

Conhecer um novo destino por si só já é um cuidado com a saúde, afinal, ter um tempo de qualidade descansando, se divertindo, aprendendo algo novo ou em contato com a natureza renova as “energias” e dá força para encarar os dias mais agitados. Tendo isso em mente, os turistas encontraram uma forma de aliar o cuidado da saúde com viagens inesquecíveis: trata-se do turismo de bem-estar, um segmento que vem crescendo no Brasil e no mundo.

O Global Wellness Institute – GWI (ou Instituto Global de Bem-Estar, em português) mediu o turismo de bem-estar pela primeira vez em 2013, chamando a atenção para o aumento do segmento em todo o mundo. De lá para cá, o Instituto projeta que o segmento crescerá rapidamente nos próximos anos, com o mercado atingindo 1,1 trilhão de dólares em 2025.

O Instituto ainda avalia que os turistas internacionais de bem-estar gastaram em média 1.601 dólares por viagem em 2020, representando 35% a mais do que o típico turista internacional. No Brasil, o segmento também tem adeptos. Segundo uma pesquisa encomendada pela plataforma Booking.com, 88% dos turistas brasileiros viajam com a intenção para descansar a mente.

Mas em que consiste esse tipo de turismo? O turismo de bem-estar é definido como viagens que tem como intuito a manutenção ou conquista do bem-estar pessoal, criando uma melhora da saúde de maneira geral.

O segmento vai muito além de uma visita a um spa ou retiro, pois a ideia é ter descanso, saúde, autoconhecimento e contato com a natureza em uma única viagem.  O turismo de bem-estar também valoriza a ideia de viver o presente e desfrutar daquele momento com real intenção, seja sozinho ou com outras pessoas. Ele é diferente do turismo médico, que tem como intenção realizar uma viagem para fazer um tratamento de saúde.

E aí? Sentiu vontade de vivenciar o bem-estar que o turismo traz? Separamos algumas dicas elaboradas pelo Ministério do Turismo sobre destinos para você imergir em uma jornada de descanso e reflexão:

MATAS E FLORESTAS

Com diversidade natural espalhada nas cinco regiões, fica fácil para o turista escolher um destino de natureza. Mas a dica de hoje é comprar a passagem ou pegar a estrada para o topo do mapa do Brasil e adentrar as belezas da natureza do Norte.

Na região, existem agências de viagem que levam o turista para conhecer a fundo a Floresta Amazônica, conhecendo uma natureza milenar. O turista também vai conhecer comunidades locais, entender um pouco mais sobre sustentabilidade, assistir ao nascer do sol em pleno Rio Negro, apreciar as delícias gastronômicas locais e, principalmente, viver um momento que restaura e revigora.

HOTEL FAZENDA

O bem-estar também pode ser encontrado durante uma visita a hotéis fazenda espalhados pelo país. Em especial os do Sul, onde o turista também terá contato com a natureza passeando a cavalo em meio aos campos e às Araucárias, respirando o ar puro da montanha, fazendo caminhadas por serras com um visual verdinho e ouvindo o “nada”, ou melhor, o barulho do vento batendo nas copas das árvores e trazendo aquela paz interior inexplicável.

Ao final do dia, o viajante vai relaxar tomando um chimarrão ou um chocolate-quente em volta da fogueira e depois deitar-se em uma confortável cama oferecida por esse tipo de acomodação.

AUTOCONHECIMENTO

Para aquele viajante que busca bem-estar por meio de conhecer a si mesmo, a dica é passar um tempo em um retiro. Geralmente eles são focados na espiritualidade e proporcionam uma experiência de fuga do estresse, com atividades que levam em conta o silêncio, a meditação, terapias alternativas e uma incrível imersão ao mundo interior.

Além do contato com a natureza, os retiros também contam com alimentação saudável, exercícios, leitura, prática de escrita, canto… são muitas as opções de atividades, que podem ser realizadas em fins de semana ou em feriados prolongados, como o Carnaval, a Páscoa e o período entre o Natal e o Ano Novo.

A sugestão é buscar uma dessas opções no Sudeste, já que a região possui diversidade de retiros e também oferece aprendizado por meio de palestras, cursos, caravanas e contato com autores que trabalham o tema.

PRAIA + SURF + YOGA

Para aqueles que relaxam curtindo as águas salgadas e o sol, a dica é visitar uma das praias do Nordeste para tomar um banho de mar, limpar-se de toda negatividade e ainda praticar esportes como o surf, stand-up paddle, windsurfe, frescobol ou, quem sabe, até um mergulho. Ainda nesse clima de esporte e bem-estar, é possível aproveitar nas praias os aulões de yoga e meditação ao ar livre.

TERAPIAS HOLÍSTICAS E SPA

Massagens, tratamentos estéticos naturais, meditação, terapias holísticas, alimentação vegetariana ou vegana e rituais terapêuticos também são maneiras de autocuidado. Tudo isso em meio às cidades interioranas com cachoeiras de água cristalina e uma vegetação nativa do cerrado. O Centro-Oeste é o destino indicado para quem busca praticar espiritualidade agregada à natureza.

Os destinos da região oferecem a história das cidades e uma imersão em experiências por meio da “mão na massa”. Que tal fazer o próprio sabonete, produtos de beleza ou velas artesanais? Tudo isso com elementos naturais e livre de produtos químicos.

É importante ressaltar que os roteiros acima são apenas alguns exemplos para a prática do turismo de bem-estar. Mas, se você está disposto a embarcar nessa jornada de belezas para alcançar o equilíbrio, diversas cidades do Brasil podem ser destinos ideais, seja perto da cidade onde você mora ou do outro lado do mapa. O importante é ir viajar e tirar proveito desse momento de paz, relaxamento e amor consigo, com o próximo e com a natureza que nos rodeia.

E você, já fez esse tipo de viagem? Conta pra gente nas redes sociais, acompanhe nossos conteúdos também no Instagram e Facebook. Tem mais dicas e experiências por lá.


Compartilhe: