7 roteiros turísticos para aproveitar no verão, além das praias

Canyon Itaimbezinho, em Cambará do Sul/RS (Banco de Imagens/Canva)

Nem só de sol e praia vive o turista no verão. Rodeado de parques naturais, o Brasil possui uma diversidade de trilhas que podem ser uma opção a ser aproveitada durante esta temporada. Os viajantes podem desfrutar da experiência turística conectada às paisagens e aos ecossistemas.

De acordo com o Ministério do Turismo, sete trilhas já aderiram à a Rede Nacional de Trilhas de Longo Curso (RedeTrilhas), reunindo cerca de 2 mil km de percursos de longo curso aptas a serem percorridas por turistas nacionais e estrangeiros. Elas contam com sinalização, pontos de interesse turístico, locais para pernoite, alimentação e outros pontos de apoio.

1.    TRILHA DOS CANYONS

Situado no Rio Grande do Sul, o percurso possui extensão de 127 quilômetros, pode ser feito a pé ou de bicicleta em até cinco dias. Passa por diversos municípios do litoral norte gaúcho, abrangendo as cidades de Torres, Mampituba, Morrinhos do Sul, Três Cachoeiras, Três Forquilhas e Itati. O principal objetivo da trilha é favorecer a conservação ambiental na zona de amortecimento do Parque Nacional de Aparados da Serra, integrando diversas comunidades e desenvolvendo turismo ao longo dessas localidades.

2.    ROTA DOS PIONEIROS

Uma trilha de longo curso aquática que possui extensão de 381 quilômetros que cortam os estados de São Paulo, Paraná e Mato Grosso do Sul. A previsão de que a trilha possa ser concluída em 20 pernoites, por meio da canoagem, caminhada ou bike. O percurso da Rota dos Pioneiros foi pensado para oferecer a melhor experiência ao aventureiro e passa pelos trechos mais seguros, com menor movimento de embarcações, por pontos de apoio e pelos principais atrativos: parques, praias, canais estreitos, paredões de arenito, etc.

3.    CAMINHOS DA SERRA DO MAR

Localizada no Rio de Janeiro, a trilha percorre os municípios fluminenses de Magé, Petrópolis, Teresópolis, Guapimirim e Friburgo e corta algumas das unidades de conservação do Mosaico da Mata Atlântica Central Fluminense, como o Parque Nacional da Serra dos Órgãos e a área de Proteção Ambiental de Petrópolis. Durante todo o percurso, o destaque são os diversos ecossistemas associados ao bioma Mata Atlântica. A trilha é ideal para a prática de montanhismo, caminhadas, contemplação, recreação e lazer.

4.    TRILHA SUCUPIRA

No coração do Brasil, a Trilha Sucupira é uma ótima opção para os turistas de Brasília (DF). Com cerca de 36 km de extensão, o trajeto é um dos maiores que percorrem a capital federal. Na trilha, os visitantes podem ter contato direto com atrativos e espécies nativas do Cerrado. A Floresta Nacional de Brasília, situada a menos de 30 minutos do centro da capital, é a unidade de conservação com a maior quilometragem de trilhas de mountain bike sinalizadas do país.

5.    TRILHA TRANSMANTIQUEIRA

Os visitantes dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e de Minas Gerais podem aproveitar as belezas naturais desta trilha. Com cerca de 1.200 km de extensão, a Transmantiqueira inicia-se na cidade de São Paulo (SP), chegando a diversos municípios da região. Por um lado, o caminho passa pelo Parque Estadual da Cantareira e cruza dezenas de unidades de conservação até chegar na cidade mineira de Aiuruoca. Do lado oeste, a trilha adentra o Parque Estadual do Ibitipoca, em Minas Gerais, e termina na famosa Janela do Céu, um dos pontos mais altos do local. Já ao norte, o percurso segue até o município de Itumirim (MG), passando antes pela Chapada das Perdizes e por Carrancas.

6.    TRANSCARIOCA

A trilha cruza a cidade do Rio de Janeiro por um percurso de aproximadamente 180 km, saindo da Barra de Guaratiba até o Morro da Urca, aos pés do Pão de Açúcar. Entre os pontos de interesse dos turistas estão os mirantes para inúmeros atrativos da cidade, como o Corcovado e Copacabana. A trilha pode ser percorrida na sua integralidade ou em partes, de acordo com o interesse, aptidão e disponibilidade de tempo dos visitantes. Atualmente, nove unidades de conservação estão interligadas pelo percursos, como o Parque Natural Municipal de Grumari, o Parque Nacional da Tijuca e o Parque Estadual da Pedra Branca.

7.    CAMINHOS DE CORA CORALINA

Com 333 km de extensão, o percurso passa por diversas cidades históricas do estado de Goiás, como Corumbá de Goiás, Pirenópolis, São Francisco de Goiás, Jaraguá e a Cidade de Goiás, abrangendo também os municípios de Cocalzinho de Goiás, Itaguari e Itaberaí. A trilha de longo curso, idealizada em 2013, encanta os turistas com muita natureza, povoados locais e diversos atrativos para os adeptos do ecoturismo. O caminho surgiu com o propósito de interligar os municípios, fazendas e atrações da região. Tudo isso é percorrido por antigos caminhos, numa expedição turística para ser aproveitada pelos viajantes caminhando ou pedalando.

Agora a gente quer saber, ficou com vontade ou já fez algum desses roteiros? Conta pra gente lá nas redes sociais. Acompanhe a gente no Instagram e Facebook do Blog Sem Roteiro que lá tem muito mais conteúdo.


Compartilhe: