Os encantos da Cultura Alemã – um parque cheio de história

Hoje vamos te contar como foi o nosso passeio por um parque que nos leva de volta ao…

Hoje vamos te contar como foi o nosso passeio por um parque que nos leva de volta ao passado. Conhecendo Nova Petrópolis nos deparamos bem no centro com um parque: Aldeia Alemã.

Confessamos ter titubeado um pouco para entrar (a gente é um pouco mão de vaca quando se trata de passeios pagos, pronto falei, kkkkk), mas mesmo assim resolvemos entrar (o valor da entrada não é caro).

De início não entendemos bem o que tinha lá e como funcionava. Logo na entrada tem uma feirinha que vende algumas coisas. Depois a direita vimos um lago muito bonitinho (claro que a gente já aproveita pra tirar várias fotinhos, kkkkkk).

A cereja do bolo

Depois de dar a volta no lago, tinha um trilho entre árvores e a gente não sabia o que ia encontrar. Ali foi a cereja do bolo. Nos deparamos com uma mini-cidade do início da colonização alemã. Lá tinha uma igrejinha linda (a gente nem gosta, né?) e o melhor de tudo, ela não era uma réplica e sim a original quer foi “remontada” lá no parque.

Além disso também havia a casinha que abrigava a cooperativa de crédito. Para quem não sabe, Nova Petrópolis é o berço do cooperativismo, então essa figura é muito importante na mini-cidade. Ali pudemos ver papéis antigos, livros, moedas e tudo o mais que era usado naquela época.

Nos deparamos com uma casa, que pelo que pudemos entender, era a casa do padre. Ali dava pra ver como eram os móveis da época e imaginar como as pessoas viviam.

Ao lado dessa casa era a escola, ela é reproduzida fielmente como na época, seus bancos e carteiras e tudo o mais (tinha um quadro com escrita em alemão e até conseguimos entender o que se tratava, rsrsrs).

O prédio maior (que vocês podem ver na foto de destaque) era o que reproduzia o hospital da época. Nele tem um museu com várias peças da época (não necessariamente do hospital, kkkkk).

Mais uma surpresa

Quando pensamos que tinha terminado, fomos por mais uma trilha e desta vez ela dava em um lago maior. Nele tu pode andar de pedalinho ou apenas contorná-lo caminhando (que foi o que a gente fez). É lindo e é claro que já tiramos mais algumas fotos. Era uma tarde ensolarada, então estava tudo com uma luz muito bonita.

Foto: Sem Roteiro

Ao nos encaminharmos para a saída ainda fomos contemplados com uma bandinha alemã e o pessoa aproveitando pra “arrastar o pé” em um coreto que tem por lá.

Valeu muito a pena termos feito esse passeio, que segui a linha Sem Roteiro de ser, rsrsrs. Olhamos, gostamos e entramos. Se tu também foi lá, conta pra gente o que achou. A gente vai adorar saber.

Total
6
Shares
Notícias relacionadas