Montevidéu: o primeiro destino internacional da maioria dos brasileiros

Hoje a gente vai falar sobre a nossa viagem ao país vizinho: o Uruguai. Pela localização de Porto…

Hoje a gente vai falar sobre a nossa viagem ao país vizinho: o Uruguai. Pela localização de Porto Alegre, e por ter empresas na rodoviária que a realizam viagens para Montevidéu, a nossa trip foi de ônibus.

Com a empresa que escolhemos ir, a EGA, o divertido que a gente já entra no clima antes: os tripulantes são uruguaios. O ônibus saiu às 22hs da rodoviária e chegamos na capital uruguaia por volta das 9h do outro dia. A viagem foi bem tranquila! Tudo bem que cansa um pouco, mas vale a pena. Ah fome, a gente não passou durante o trajeto (no ônibus a gente ganha comida…hahaah). É tipo avião mesmo, rsrsrs.

Mas falando sobre Montevidéu… é uma cidade que nos encanta! Os uruguaios souberam preservar as casas antigas e isso dá um charme a mais. Ficamos hospedados na Ciudad Vieja (Cidade Velha), onde tem muita coisa antiga e onde também ficam os pontos turísticos mais populares da capital, como a Praça da Independência, o Teatro Solis e o majestoso Palácio Salvo, que ficava a uns 300 metros do nosso hotel.

Mas é claro que que a gente não ficou só no óbvio, né. Afinal foram oito dias pra desfrutar da capital uruguaia. Caminhamos muito, o que nos rendeu algumas bolhas nos pés (fui modesta com algumas, foram muitas, kkkk). Pegamos os primeiros dias muito quentes e isso judiou um pouco. Mas nada que fizesse a gente desanimar.

Fomos ao famoso Mercado del Puerto, “but” custa caro comer lá, mas é legal para conhecer (pra quem gosta de Harry Potter, lembra o Beco Diagonal, #potterhead na veia, kkkkkk). Então vai a dica, quer comer e ficar mais em conta, vai no Mercado Agrícola, é tão lindo quanto (parece mais limpo também) e as refeiçoes ficam mais em conta. Lá comemos uma empanada de salmão deliciosa e barata. Aproveitamos para visitar o Palácio Legislativo que fica no caminho pra lá.

Uma coisa que a gente gosta muito de fazer durante as nossas caminhadas é achar um lugar para tomar café e nesse ano espetacular em Montevidéu… agora na cidade tem Starbucks (para nossa alegria hahaha)! Sério ajuda muito a carregar as energias, ainda mais para quem caminha bastante como a gente.

Mas voltando falar da cidade… Montevidéu também tem um toque especial para que é fã de futebol. O turista consegue ver com tranquilidade um dos principais palcos do futebol: o Estádio Centenário. A curiosidade são os postes pintados com as cores dos clubes pelos bairros da cidade.

De negativo, fica o novo estádio do Penãrol, ele ficou muito isolado da cidade, diferente do outros (do Defensor e do Nacional). Bah, o Estádio Luis Franzini, do Defensor, é bem interessante. Durante a semana ele funciona como um colégio e fica localizado em um dos parques mais lindo de Montevidéu, o Parque Rodó.

O parque é bem tranquilo para caminhar, a gente viu pessoas aproveitando o local para estudar. O cenário que tem no Parque Rodó é perfeito para quem quer tiras lindas fotos (e é claro que a gente se classifica nesse grupo, né?). Se você descer mais um pouco tem a Playa Ramirez, o pessoal aproveita para se refrescar, a gente não pôde, pois naquele período ela estava imprópria para banho :(.

Descendo em direção a “punta” da cidade, que fica um pouco abaixo do Parque e da Playa, fica o Farol de Punta Carretas. Nós subimos nele, pagamos cerca de 30 pesos uruguaios (o padrão pra esse tipo de visita). O legal é que você tem uma vista incrível da cidade e ele não é tão alto comparado aos outros que já vimos, então, se você tem um certo “medinho” (como a gente, rsrsrs), é mais tranquilo para subir, vale muito a pena.

Um pouco mais além do parque, fica o famoso Bairro Pocitos que é o bairro boêmio da cidade. Ali o pessoal fica pela Rambla onde está localizado o famoso letreiro de Montevidéu. Quando fomos ele estava branco, mas sempre está diferente. Impossível ir à cidade e não visitá-lo.

E aí, o que achou da nossa experiência em Montevidéu? Conta pra gente.

 

Total
12
Shares
Notícias relacionadas