Transporte afetado

Ônibus metropolitanos operam com horários reduzidos devido a falta de diesel

Foto: Metroplan/ Divulgação

A direção da Metroplan autorizou que as empresas de ônibus metropolitanos circulem com escala de sábado, fora dos horários de pico, devido à falta de diesel. Segundo a Metroplan, todas as ações, vem sendo adotadas com o objetivo de garantir a continuidade dos serviços e reduzir risco que o serviço seja suspenso.

A Vicasa (Viação Canoense S.A.), de Canoas, vai operar apenas durante os horários de pico, segundo a própria empresa. Os horários atendidos serão das 5h às 8h30 e das 16h30 às 20h. A reportagem não conseguiu apurar se a Sogal (Sociedade de Ônibus Gaúcha LTDA.), que opera linhas urbanas no município terá tabela normal.

A Sogil (Sociedade de Ônibus Gigante LTDA.), de Gravataí, comunicou que vai operar com escala de sábado nesta quinta-feira (24) em horários de baixa demanda. O motivo é a dificuldade de abastecimento de diesel pelas refinarias. A empresa informa que a tabela será a normal de dias úteis das 5h30 às 8h30 e das 16h30 às 19h30.

Situação semelhante ocorrerá na Empresa de Transportes Viamão, do município de mesmo nome. “Em virtude da GREVE DOS CAMINHONEIROS (sem previsão de término), a partir de amanhã 24.05.2018, todas as Empresas Concessionárias da Região Metropolitana de Porto Alegre foram autorizadas a operar com TABELA HORÁRIA DE SÁBADO fora do horário de pico, enquanto a greve estiver em vigor”, diz nota da empresa. Os horários de pico não sofrem alteração.

Em Porto Alegre

A mobilização dos caminhoneiros vai provocar mudanças na tabela horária dos ônibus de Porto Alegre. Conforme a EPTC (Empresa Pública de Transporte e Circulação), o atendimento será emergencial, em razão da falta de combustível pela greve. A operação doa coletivos será normal durante picos da manhã até 8h30, e também à tarde, das 17h às 19h30. As lotações funcionarão normalmente.