No Centro de POA

Consultório odontológico é interditado por falta de higiene em Porto Alegre

Crédito: Polícia Civil

Uma ação conjunta entre a Polícia Civil, a Vigilância em Saúde e a Secretaria Municipal do Desenvolvimento Econômico de Porto Alegre interditou um consultório odontológico na manhã desta segunda-feira (9). O motivo alegado pela fiscalização é falta de higiene. Estabelecimento fica na rua Marechal Floriano Peixoto, número 72, sala 22, no Centro da Capital.

Conforme a Polícia Civil, o local já havia sido notificado anteriormente. Foram constados problemas de higiene e até a falta de pia adequada para a higienização das mãos de pacientes.

Os responsáveis foram informados sobre riscos à saúde dos clientes, mas – mesmo assim – os problemas de higiene prosseguiram. Segundo a Vigilância em Saúde, os problemas detectados podem fazer até que os pacientes contraíssem doenças infecciosas no local.

O responsável pelo consultório, Clodomiro Ribas Neto, foi encaminhado para depoimento na Polícia Civil. Os alvarás de funcionamento e de saúde do estabelecimento não foram encontrados pelos policiais civis e agentes da Vigilância em Saúde.

Ao menos 15 atendimentos eram realizados no local por dia. O local tem um prazo para se regularizar sob pena de perder o alvará de funcionamento.

Um inquérito policial foi aberto para investigar os responsáveis pelo consultório. Se for averiguado crime, o dono do local pode ser processado por crimes contra as relações de consumo. Se condenado, pode pegar até cinco anos de cadeia.