Saúde

Porto Alegre tem cinco casos confirmados de sarampo

Como forma de prevenção, a vacina contra o sarampo é a tríplice viral, que protege também contra a caxumba e a rubéola. Foto.Altemar Alcantara/Semcom

A Secretaria Municipal de Saúde de Porto Alegre confirmou cinco casos de sarampo na Capita gaúcha. Segundo o órgão, o primeiro caso tem origem em viagem a Manaus, sendo que os demais casos estão relacionados a esse.

Também estão sendo investigados mais dois casos suspeitos: um residente de Vacaria e o outro em Porto Alegre, ambos com história de contato com os casos confirmados da Capital.

Como orientação geral, a Secretaria ressalta que todo indivíduo que, independente da idade e situação vacinal, apresente febre e exantema (manchas vermelhas no corpo), acompanhados de um ou mais dos seguintes sintomas: tosse, coriza ou conjuntivite, deve procurar atendimento em serviço de saúde para ser avaliado.

Como forma de prevenção, a vacina contra o sarampo é a tríplice viral, que protege também contra a caxumba e a rubéola. Está disponível em todas as salas de vacina mantidas pela Secretaria Municipal de Saúde de Porto Alegre para a faixa etária a partir dos 12 meses até os 49 anos. Em caso de dúvida, a orientação é procurar uma unidade de saúde com a carteira de vacinas.

O documento destaca a necessidade de que qualquer caso suspeito seja notificado rapidamente pelo profissional de saúde à Equipe de Vigilância em Doenças Transmissíveis da Secretaria Municipal de Saúde de Porto Alegre.

Isso possibilitará que as medidas de controle sejam realizadas oportunamente, interrompendo a cadeia de transmissão. O alerta informa ainda que a Europa enfrenta surto de sarampo desde 2016, como também as Américas. No Brasil, já foram confirmados 293 casos: Roraima (172, com dois óbitos), Amazonas (115) e Rio Grande do Sul (6).