Prefeitura de Porto Alegre inicia serviços de dragagem do Arroio Dilúvio

Início dos serviços de dragagem do Arroio Dilúvio. Foto: Divulgação/PMPA
A Secretaria Municipal de Serviços Urbanos de Porto Alegre informa, por meio da Divisão de Manutenção de Águas Pluviais, que foram iniciadas os serviços para a dragagem do Arroio Dilúvio, no trecho entre as ruas Silva Só e São Vicente. Inicialmente, está sendo construída uma rampa de acesso ao arroio, para que as máquinas possam entrar no local. A última dragagem no Arroio Dilúvio ocorreu em novembro de 2016.
No contrato vigente, foi inicialmente dragada a bacia de detenção do Parque Marinha do Brasil, visto que o Município tinha um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Ministério Público que previa a dragagem da bacia uma vez ao ano. Na Bacia do Marinha, foram retiradas mais de 7,3 mil toneladas de resíduos.
Já na dragagem do canal de entrada da casa de bombas 6, localizada na avenida dos Estados, 2905 (embaixo do viaduto da Freway), no bairro Anchieta, foram 800 toneladas. A última ação, antes do início dos trabalhos do Arroio Dilúvio, foi executada no Arroio Cavalhada, entre a av. Icaraí e a av. Diário de Notícias. Foram retiradas cerca de 9,2 mil toneladas de material presente no arroio.
O material retirado do Arroio Dilúvio é formado basicamente por areia, classificado, a partir de análises em laboratório credenciado, como Classe II-A , o que significa que não é perigoso e inerte (não apresentam perigo para a área onde estão, não são perigosos e não podem contaminar áreas de maneira irreversível). O material é enviado para aterros com Licença de Operação para recebimento desse tipo de resíduo.