Salgado Filho

Fraport garante combustível para operação até meio-dia desta sexta-feira

Crédito: Camila Domingues / Palácio Piratini

A Fraport, empresa alemã que gerencia o Salgado Filho, garantiu que haverá querosene de aviação para os voos até amanhã ao meio-dia. Conforme a companhia, dois novos caminhões-tanque conseguiram abastecer as reservas do Aeroporto.

A Fraport ainda não pode dar garantias sobre voos depois do meio-dia. A orientação é que os usuários entrem em contato com as companhias aéreas para saber se o voo está confirmado.

Durante a manhã, outras três carretas conseguiram sair da Refap (Refinaria Alberto Pasqualini), em Canoas, na região metropolitana, em direção ao Salgado Filho. Os veículos tiveram que usar por uma saída lateral e ser escoltado pela Polícia Rodoviária Federal e Brigada Militar.

O problema de desabastecimento de querosene de aviação não é único do Salgado Filho. O Presidente Juscelino Kubitschek, em Brasília; Guararapes – Gilberto Freyre, no Recife e de Congonhas, em São Paulo também possuem pouca reserva de combustível.

A Azul Linhas Aéreas iniciou contingenciamento de combustível e passou a disponibilizar “a remarcação de bilhetes sem custo para Clientes com voos programados até o dia 31 de maio e que desejem optar por datas alternativas à sua programação. As remarcações podem ser realizadas por meio do callcenter da Azul (capitais e regiões metropolitanas 4003-1118 / outras localidades 0800 887 1118)”, afirmou a empresa em nota.

A Gol Linhas Aéreas e a Latam Airlines não se pronunciaram, ainda, sobre restrição de voos por conta da crise dos combustíveis.

O que diz a Fraport

Devido à greve dos caminhoneiros no Brasil, estamos operando com nossos níveis de reserva de combustível, sendo possível haver impactos nas operações das empresas aéreas. Solicitamos gentilmente que os passageiros entrem em contato com a companhia aérea com antecedência para confirmar o status de seu voo.

Porto Alegre Airport