Centro Histórico-Cultural Santa Casa promove nova exposição

Evento tem entrada franca. Foto: Centro Histórico-Cultural Santa Casa

O Centro Histórico-Cultural Santa Casa promove, entre 27 de abril e 22 de maio de 2018, a exposição “Área Cinza”, do artista Ricardo Fonseca – a sua produção artística se desenvolve principalmente no campo do desenho, articulando linguagens e processos criativos relacionados ao pensamento gráfico.

Fonseca é sócio fundador da Canhotorium Arte Aplicada, estúdio coletivo dedicado à criação artística para as áreas do design, ilustração e comunicação. Atuando como artista visual, já participou de diversas exposições coletivas e individuais, como a exposição Substâncias Emergentes (2014) na UFCSPA e a exposição Formas Aproximadas (2014), na Galeria Iberê Camargo da Usina do Gasômetro, sendo esta finalista do IX Prêmio Açorianos de Artes Plásticas na categoria Destaque em Desenho.

Em mostra inédita, o artista apresenta a fusão de seus procedimentos cotidianos como ilustrador e designer, caracterizando a série através da ausência de cor e linguagens figurativas e abstratas.

A expressão área cinza (ou zona cinzenta), geralmente se refere à um espaço ou contexto de incertezas e nebulosidade quanto aos seus reais significados.  Por isso, nesta obra, Fonseca criou um processo construtivo híbrido, resultando em formas amálgamas em preto, branco e tons de cinza.

Detalhe da obra s/ título, da série área cinza, grafite, lápis de cor, canetas sobre papel. Foto: Divulgação
 O projeto foi contemplado no Edital de Ocupação dos espaços do Centro Histórico-Cultural Santa Casa em 2018.

 

Serviço:

Exposição Área Cinza
Artista, projeto expositivo e curadoria: Ricardo Fonseca
Em cartaz: de 27 de abril a 22 de maio

Local: Centro Histórico-Cultural Santa Casa (Av. Independência, 75)
Horário de funcionamento: terças a sábados, das 9h às 18h. Domingos e feriados, das 14h às 18h. Entrada franca