em Horizontina

Padrasto é preso por abusar sexualmente da enteada

Homem tem 41 anos e não teve a identidade revelada. Foto: Polícia Civil/Divulgação

A Policia Civil prendeu nesta sexta-feira, em Horizontina, um homem de 41 anos por crimes sexuais. A ação foi decorrente do cumprimento de mandado de prisão preventiva por estupro de vulnerável. A vítima é enteada do indivíduo e sofreu abusos desde os 12 anos.

Segundo o delegado Delvéquio Kronbauer, a polícia tomou conhecimento do fato nesta semana, quando a vítima, hoje com 16 anos, resolveu contar que era abusada sexualmente.

“O inquérito foi instaurado porque a menina ficou grávida, mas não revelava quem seria o pai da criança, alegando ser uma pessoa desconhecida”, explicou o delegado. A suspeita era de que o padrasto teria abusado sexualmente da menina, mas ele se negava a fazer o exame de DNA.

“Nesta semana, a confirmou que o filho era do seu padrasto e que sofria abusos sexuais dele desde os 12 anos”, concluiu Kronbauer. O homem não teve a identidade revelada.

Leia mais:  Inflação pelo IPC-S desacelera na segunda semana de julho