em esteio

Ação conjunta apreende medicamentos impróprios ao consumo humano

Ação foi decorrente do recebimento de denúncias dando conta da venda e do armazenamento de medicamentos sem procedência na casa. Foto: Polícia Civil/Divulgação

Policiais civis da Delegacia Especializada de Defesa do Consumidor, do Departamento Estadual de Investigações Criminais, em ação conjunta com a Vigilância Sanitária de Esteio, cumpriram nesta segunda-feira um mandado de busca e apreensão em uma residência no município de Esteio.

Durante a operação, decorrente do recebimento de denúncias dando conta da venda e do armazenamento de medicamentos sem procedência na casa, os agentes públicos constataram diversas irregularidades, sendo localizados e apreendidos medicamentos sem procedência lícita comprovada, impróprios ao consumo humano.

Alguns dos medicamentos apreendidos sem procedência são de venda estritamente controlada (tarja preta), cuja comercialização é vinculada à devida retenção de receituário médico. A venda desses medicamentos sem a apresentação da necessária prescrição médica ocasiona sérios riscos a saúde desses consumidores, em especial, a utilização de remédios controlados (tarja preta).

Medicamentos apreendidos. Foto: Polícia Civil/Divulgação

O preso, que não teve o nome divulgado, foi autuado na sede da Delegacia do Consumidor pela prática de crime contra saúde pública  e crime contra as relações de consumo . Após trâmites legais, foi encaminhado ao sistema carcerário gaúcho.