Suspeitos de homicídios e ocultação de cadáveres são presos em Erechim

As identidades dos suspeitos não foram divulgadas. Foto: Polícia Civil/Divulgação

A Defrec de Erechim deflagrou a Operação Cova Rasa com a finalidade de prender suspeitos e dar andamento nas investigações de dois casos de homicídio qualificado e ocultação de cadáver ocorridos na referida cidade.

Conforme o delegado Gustavo Ceccon, Titular da Defrec, durante as ações realizadas foram presos temporariamente quatro suspeitos dos crimes investigados e cumpridos quatro mandados de busca e apreensão em residências localizadas em bairros diversos na cidade de Erechim.

De acordo com a apuração da Defrec, os assassinatos foram praticados de maneira bastante similar, possuindo diversas características em comum: uma vítima desapareceu no dia 01 de março deste ano e foi encontrada morta e com o corpo carbonizado, no interior de uma mata, situada na zona urbana da cidade de Erechim, no dia 7 de março. Ele tinha apenas 15 anos e não tinha qualquer passagem pela polícia.

A outra vítima desapareceu no dia 6 de março e foi encontrada morta igualmente com o corpo carbonizado e também em um matagal existente na zona urbana de Erechim no dia 12 de março. Ela tinha passagens pela polícia por tráfico de drogas, roubos, receptação e outros.

Foram presos dois rapazes de 18 anos com passagens por homicídio, roubos e outros, um homem de 19 anos, com antecedentes por homicídio, tráfico de drogas, roubo e outros, e um quarto indivíduo, com a identificação não divulgada, para não prejudicar o restante da investigação, todos eles são suspeitos de participarem das mortes e da ocultação dos respectivos cadáveres das vítimas.

No cumprimento das ordens judiciais de busca e apreensão, um dos presos também foi autuado em flagrante por tráfico de drogas, uma vez que em sua casa a Polícia Civil encontrou cocaína (17 gramas, que poderiam render depois de embalada e pronta para a venda a usuários até, aproximadamente, R$ 1.700) e maconha (aproximadamente, 60 gramas), ambos entorpecentes para a venda.

Além dele, outro indivíduo também foi preso em flagrante por tráfico de drogas tendo em vista que os policiais localizaram em sua residência crack (64 pedras da droga já embaladas e prontas para o comércio) destinada à venda.