Operações de combate a homicídios resultam em dez prisões

Polícia Civil cumpriu 38 ordens judiciais em Porto Alegre, Canoas e Pelotas. Foto: Polícia Civil/Divulgação

Com o objetivo de combater os crimes de homicídios, a Polícia Civil cumpriu 38 ordens judiciais em Porto Alegre, Canoas e Pelotas. As ações, que foram deflagradas pela 1ª Delegacia de Polícia de Homicídios e Proteção à Pessoa, pela Delegacia de Polícia de Homicídios e Proteção à Pessoa de Pelotas e pela Delegacia de Polícia de Homicídios e Proteção à Pessoa de Canoas, resultaram na prisão de dez pessoas e na apreensão de um adolescente.

Em Porto Alegre, as ações tiveram o apoio da Força Nacional e se concentraram no bairro Lomba do Pinheiro, onde foram presos dois homens, um por posse irregular de munições e outro por tráfico de drogas, e apreendido um adolescente por ato infracional análogo ao crime de tráfico de drogas.

Em Pelotas, os mandados foram cumpridos nos bairros Balsa, Centro, Navegantes e Fragata. Durante as ações, um foragido por homicídio foi capturado e dois homens foram presos em flagrante pelos crimes de porte irregular de arma de fogo, receptação de veículo e contrabando. Já em Canoas, um homem foi preso em flagrante por tráfico de drogas e quatro temporariamente por um homicídio ocorrido no dia 15 de março em Canoas, ocasião em que a vítima foi morta a marteladas e posteriormente decapitada.

Ao todo, foram apreendidas três armas de fogo, munições, um tijolo de maconha pesando aproximadamente 200 gramas, porções embaladas de crack e maconha, balança de precisão, pinos para armazenamento de drogas, aparelhos de telefones celulares e 1.617 pacotes de cigarros, os quais estão avaliados em 150 mil reais. Um automóvel roubado também foi recuperado.