Homem coloca fogo em recepção de hospital

Homem despejou um líquido inflamável no guichê de atendimento e jogou um palito de fósforo. Foto: Polícia Civil/Divulgação

Um homem entrou no setor de emergência do Hospital Bruno Born, de Lajeado (RS), com um facão na mão, e disse aos funcionários que colocaria fogo no local. Ele despejou um líquido inflamável no guichê de atendimento e jogou um palito de fósforo. As câmeras de monitoramento filmaram toda a ação que resultou na destruição da sala de recepção. O fato causou problemas em clientes e funcionários.

“Alguns funcionários e pacientes necessitaram de observação médica, uso de oxigênio e monitoração, em razão da fumaça inalada. Todos ainda estão muito abalados psicologicamente”, diz a nota divulgada pelo Hospital Bruno Born.

Segundo o hospital, o homem, que usou um capacete para proteger o rosto, esteve horas antes junto com a esposa buscando atendimento para o filho. A equipe de triagem do Bruno Born entendeu que o caso do menino não era de urgência ou emergência, o que obrigou os três a esperarem por uma consulta. Eles teriam deixado o local após um período de espera, sem atendimento. Horas depois, o homem retornou e realizou o ato.

O setor está fechado por causa da destruição causada pelo fogo. O hospital informou que não há prazo para a reabertura do local que está interditado. Jairo Oliveira Camargo estava em casa consultando um advogado quando foi detido pela polícia. Em depoimento na delegacia, ele negou a autoria do crime. Um isqueiro que, segundo os investigadores, teria sido utilizado na ação, foi apreendido com Camargo.