Fábrica clandestina de munições é desativada em Porto Alegre

Em buscas pela casa, foram encontradas centenas de munições de diversos calibres, máquinas e acessórios para preparo de munições. Foto: Polícia Civil/Divulgação

A Polícia Civil informou que durante ação da 1ª Delegacia de Investigação do Narcotráfico (DIN), do Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (Denarc) uma fábrica clandestina de munições foi desativada na zona Sul de Porto Alegre. Um homem, de 49 anos, foi preso quando chegava a sua residência e com ele foi apreendido uma pistola.

Segundo o delegado Guilherme Calderipe, o homem, que não teve o nome divulgado, é suspeito de carregar e distribuir munições para o crime organizado. Em buscas pela casa, foram encontradas centenas de munições de diversos calibres, máquinas e acessórios para preparo e montagem de munições. O homem foi autuado em flagrante por posse ilegal e arma de fogo de uso restrito, porte ilegal de arma de fogo de uso permitido, posse ilegal de arma de fogo de uso permitido e fabricação ilegal de munição.

“Segundo as investigações tratava-se de um esquema com certo grau de organização, onde as suspeitas apontam que o local funcionava como um posto de abastecimento de munição para organizações criminosas da Capital”, disse o diretor de Investigações do Denarc, o delegado Mario Souza.