Todos salvos!

Tailândia conclui resgate dos 12 meninos e do treinador presos em caverna

Acesso ao hospital que está recebendo os meninos resgatados. Crédito: CBS News / Reprodução de vídeo

Em uma operação de quase nove horas, 90 mergulhadores finalizaram o resgate do último grupo de quatro meninos e o treinador que estavam presos em uma caverna na Tailândia. “Os 12 Javalis Selvagens e o treinador emergiram da caverna e estão seguros”, disse a unidade da Marinha tailandesa em sua página oficial no Facebook. Os meninos resgatados foram levados para o hospital.

A terceira e última fase do resgate começou às 10h08, hora local (0h08 no horário de Brasília). As autoridades disseram que os preparativos para a missão de resgate final não foram afetados pela forte chuva que caiu na noite e madrugada tailandesa.

O último a sair da caverna foi o treinador Ekkapong Chantawong, de 25 anos. Os jovens estavam há 17 dias dentro da caverna, pois haviam ficado presos no local devido às inundações causadas pelas chuvas de monções na Tailândia.

Como estão os primeiros resgatados

Os oito primeiros meninos, libertados em operações no domingo e segunda-feira, se encontram em recuperação em um hospital na cidade mais próxima, Chiang Rai. Os meninos ainda não estão autorizados a comer a rica comida tailandesa – que eles estão pedindo – até agora a alimentação é mingau diluído, pão e um pouco de chocolate.

Leia mais:  Receita cancela adesão de mais de 700 contribuintes ao Novo Refis

Eles permanecerão no hospital por pelo menos sete dias. Isso significa que eles provavelmente terão que recusar um convite da FIFA para a Copa do Mundo no domingo.

Dois meninos entre o primeiro grupo a ser libertado, que possuem 14 e 16 anos, mostraram possíveis sinais de pneumonia e todos tiveram baixas temperaturas quando chegaram ao hospital.

Os meninos resgatados estão sendo mantidos em isolamento para evitar o risco de infecção. Visitas ainda não estão sendo permitidas. Os resgatados foram vistos pelos pais através de uma janela de vidro.

O escritório do primeiro-ministro da Tailândia agradeceu ao empresário de tecnologia Elon Musk por suas ofertas de ajuda. Autoridades elogiaram seu mini-submarino, mas disseram que não poderiam usá-lo pelas condições da caverna.