Equipes retomam nesta 2ª resgaste de grupo em caverna na Tailândia

Após a retirada de quatro das 13 pessoas presas em caverna na Tailândia, as equipes de resgate vão retomar os trabalhos na manhã desta segunda-feira (9). Ainda restam oito crianças e adolescentes, de 11 a 16 anos, e o técnico de 29 anos. Os adolescentes foram retirados do local com a ajuda de mergulhadores e voluntários. São usados tanques de oxigênio e há uma corrida contra o tempo.

Para as autoridades tailandesas, esta segunda-feira é considerado o “Dia D”, pois os adolescentes e crianças estão mais bem dispostos, alimentados e fisicamente em melhores condições. Nesta primeira etapa, os meninos foram retirados cada um individualmente acompanhados por dois mergulhadores.

 

Adolescentes desaparecidos são encontrados com vida em caverna na Tailândia

As equipes de resgate são dos Estados Unidos, da China, Austrália e locais distintos da Europa – EFE/REAL TAILANDIA/FOTOGRAFIA CEDIDA PARA USO EDITORIA/DIREITOS RESERVADOS

Há 13 especialistas estrangeiros em mergulho em cavernas que estão à frente da operação. As equipes de resgate são dos Estados Unidos, da China, Austrália e locais distintos da Europa.

Hospital

Presos em uma caverna isolada na região de Tham Luang Nang Non, no norte da Tailândia, em Chiang Rai, desde 23 de junho, os adolescentes e o técnico foram localizados no último dia 2. Há informações de que os quatro garotos resgatados estão no hospital e dão sinais de recuperação.

Os quatro resgatados tiveram que se deslocar de uma região a 4 quilômetros de profundidade. A primeira operação de evacuação transcorreu mais rápido do que o calculado inicialmente pelos peritos.

As precipitações eram uma das principais preocupações das autoridades, porque a água filtrada pelo monte pode voltar a inundar as galerias e anular a drenagem realizada desde o dia 2 quando foram encontrados com vida os 12 estudantes e o treinador.

*Com informações da Xinhua, agência pública de notícias da China, e EFE.