polêmico

Renato Portaluppi afirma que futebol jogado pelo Inter é “de time pequeno”

Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Em entrevista coletiva após o empate em 0 a 0 no Gre-Nal desta tarde na Arena, Renato Portaluppi afirmou que o Grêmio foi melhor no jogo e teve números de posse de bola semelhantes a times europeus. O treinador disse ainda que sua equipe joga para fazer gols e vencer e classificou a postura do Inter como de time pequeno.

“Foi um time grande, de primeira divisão, contra um time de segunda divisão. Meu time sempre busca jogar e fazer o gol, mas a bola não entrou. É a realidade de quem vê futebol, o Internacional joga como time pequeno, mas é um direito que eles têm. Se eu fosse torcedor do Inter eu não estaria satisfeito”.

Renato lembrou ainda de três pênaltis que, segundo ele, teriam acontecido em favor do Grêmio e, que se fossem marcados, mudariam o resultado do jogo.

O presidente Romildo Bolzan não poupou críticas à atuação do árbitro Wilton Pereira Sampaio. “Foi um escândalo, se a arbitragem que o Brasil vai oferecer na Copa do Mundo é essa, nem com árbitro a gente vai ter uma correção de avaliação”, disse Bolzan, se referindo ao fato de que Wilton Sampaio será um dos 13 árbitros encarregados de análises de vídeo na próxima Copa do Mundo.

O mandatário gremista disse ainda que o jogo foi unilateral e que o Grêmio perdeu dois pontos ao ficar no empate. E voltou a protestar contra as decisões do juiz, afirmando que o árbitro será alvo de reclamação oficial do clube na Cbf.

Sobre a confusão entre D’Alessandro e Luan após a partida, o dirigente disse que o jogador colorado deu um soco no atleta gremista e afirmou que o árbitro deveria ter expulsado o argentino. Bolzan disse, ainda, que o camisa 10 do Inter é arruaceiro e reincidente.