Grêmio confirma sua força e aplica 4 a 0 pela Libertadores da América

Foto: Lucas Uebel/Grêmio

O Grêmio repetiu o que fez na primeira final do Gauchão e venceu o time venezuelano do Monagas, na noite desta quarta-feira na Arena, por 4 a 0, em jogo válido pela segunda rodada da Libertadores da América.

Mesmo sem apresentar um bom futebol na primeira etapa, o time de Renato chegou fácil à vitória no segundo tempo e soma 4 pontos no grupo 1 da competição. O tricolor está na segunda posição, atrás somente do Cerro Porteño, que venceu suas duas primeiras partidas e chegou a seis pontos.

O Monagas conseguiu resistir apenas durante os primeiros 45 minutos. O time venezuelano fazia marcação forte e o Grêmio parecia disperso, sem conseguir as boas combinações de passes e movimentação de jogadores características da equipe.

Apesar disso, o tricolor teve duas ótimas chances de marcar ainda antes do intervalo. Em uma linda jogada de passes de primeira, Maicon entregou a bola para Éverton que encontrou rapidamente Luan. O meia esticou com muita visão de jogo para o lateral Cortez que cruzou de primeira, rasteiro e com força. Na área, o centroavante Jael fez o corta-luz e Ramiro saiu na cara do gol mas bateu em cima do goleiro. O zagueiro Kannemann também quase marcou. Luan cruzou alto e Geromel disputou de cabeça com a defesa; a bola sobrou para o argentino gremista que chutou para fora.

No intervalo Renato sacou Léo Moura e mandou Alisson a campo, deslocando o volante Ramiro para a lateral direita. Fora a substituição das peças, a postura dos jogadores também foi diferente na segunda etapa. Mais avançado, o Grêmio começou a pressionar a saída de bola dos venezuelanos e trocava passes verticais mais rápidos em direção ao ataque.

E a estratégia rapidamente surtiu efeito. Logo aos 5 minutos Cortez fez um cruzamento pela esquerda, baixo no primeiro poste, encontrando o centroavante Jael que apenas desviou para marcar o primeiro gol gremista. Logo depois, quase sai mais um. Luan fez boa combinação com Éverton e acertou a trave do goleiro Baroja.

A partir daí o Grêmio dominou a partida sem nenhuma dificuldade. Com jogadas envolventes e lances de efeito, Luan, Éverton e até mesmo investidas de Ramiro causavam muito perigo à defesa do Monagas. Aos 15 veio o segundo gol. O capitão Maicon, de fora da área, chutou com força e o goleiro deu rebote para Éverton, sozinho, marcar o seu.

Jael ainda levou perigo em dois chutes de média distância. Aos 16 bateu por cima depois de receber de Arthur e aos 28 obrigou Baroja a se esticar para defender. O camisa 9 foi muito bem no jogo e, ao ser substituído por Thonny Anderson, viu os torcedores na Arena aplaudirem de pé sua atuação. Renato também tirou Maicon para a entrada de Cícero.

O Monagas simplesmente não viu a cor da bola no segundo tempo. Os venezuelanos, com mais esta derrota, permanecem na lanterna do grupo, sem nenhum ponto conquistado.

Aos 41 minutos Arthur deu um passe perfeito para Luan receber dentro da área, nas costas do marcador, colocar no canto direito do goleiro e sair para comemorar. E para fechar a vitória, Cícero, aos 45, fez o seu de cabeça depois de um bombardeio tricolor na defesa venezuelana. 4 a 0 em um segundo tempo praticamente perfeito.

A próxima partida do Grêmio na Libertadores será fora de casa, no dia 17, contra o Cerro Porteño no Paraguai. Na sequência, as duas equipes se enfrentam na Arena e devem confirmar o favoritismo para se classificar para as oitavas de final.