Ramos e Kruel Advogados apostam na prevenção e resolução de conflitos

EVitar conflitos é investir no futuro e evitar ações judiciais. Foto: Divulgação

A quantidade de ações movidas por consumidores contra empresas fabricantes e prestadoras de serviços vem crescendo consideravelmente nos últimos anos. Isso tem levado diversos escritórios de advocacia a investir tanto no contencioso, quanto no consultivo, oferecendo, assim, um suporte jurídico ainda mais amplo, que abrange desde a prevenção até a resolução de conflitos.

É o caso do escritório Ramos e Kruel Advogados. Com mais de 40 advogados, incluindo seis sócios, a banca com sede em Porto Alegre tem atendido diversos setores da economia, entre eles agronegócio e agroindústria, alimentação (indústria, atacado e varejo), automotivo, bancário e financeiro, construção, educação, energia, metalurgia, mineração, papel e celulose, tecelagem, tecnologia, telecomunicações e varejo.

 “O contencioso cresce não só na esfera do consumidor, como também no administrativo, por isso, as empresas passaram a investir mais nos serviços de contencioso e consultivo, a fim de evitar conflitos de ordem jurídica”, destaca Evandro Luís Pippi Kruel, sócio-fundador do Ramos e Kruel Advogados.  

Desde janeiro, o escritório vem reforçando a sua atuação na arbitragem e resolução de conflitos, auditoria jurídica (Due Diligence), contratos e negociações, governança corporativa, família e sucessões, integridade corporativa e compliance,atuando também nas áreas de M&A, planejamento sucessório, reestruturação judicial e extrajudicial, societário, trabalhista e tributário.

“Toda e qualquer empresa, seja um pequeno negócio familiar ou uma grande multinacional, já têm à disposição uma série de recursos, jurídicos ou não, que podem e devem ser aproveitados de maneira mais efetiva. Isso melhora a reputação e, consequentemente, a relação com clientes, fornecedores e colaboradores”, finaliza Kruel.