Projeto social Lavanderia de Rua tem apoio da Vipal Borrachas

Vinculado ao Banho Solidário, criado em 2016, nova ação lava as peças de roupa. Foto: Divulgação

Quem está na estrada há muitos anos sabe que, para ser um vencedor, é fundamental também olhar para o outro. É nisso que a Vipal Borrachas acredita ao apoiar o projeto novo Lavanderia de Rua, organizado e realizado pela ONG Centro Social de Rua, de Porto Alegre/RS. Vinculado ao projeto Banho Solidário, que, desde 2016, leva banho àqueles que se encontram em situação de vulnerabilidade social, o Lavanderia de Rua propõe um novo passo a essa iniciativa: oferecer um local móvel para lavagem e secagem de roupa das pessoas que estão na rua, proporcionando-lhes acesso fácil a máquina de lavar e secar roupa.

O lançamento do projeto ocorreu na terça-feira, dia 15 de maio, na EMEF Porto Alegre – EPA (Rua Washington Luiz, 204 – Centro Histórico). Na ocasião, foram feitas as primeiras lavagens de roupas de moradores de rua da região. Cerca de 60 peças, entre vestuário e roupas cama, foram lavadas e secas. Estiveram presentes, além de vários moradores, a idealizadora do projeto em Porto Alegre, Leticia Andrade, o criador do Banho Solidário na Bahia, Claudio Lacerda, entre outros.

O projeto consiste em um reboque adaptado e equipado com máquinas de lavar e secar, que funciona como uma lavanderia ambulante. Por iniciativa da porto-alegrense Leticia Andrade, o Banho Solidário começou em 2016 quando ela observava em seu bairro o aumento das pessoas em situação de rua e queria fazer algo a respeito. Em uma rede social, Letícia encontrou a página de Claudio Lacerda, criador do banho solidário em Vitória da Conquista, na Bahia, com quem entrou em contato, e logo firmou uma parceria. Com a estrutura por ele cedida, Letícia pode dar início ao projeto Banho Solidário em Porto Alegre. Já são 59 edições realizadas, 5 mil pessoas atendidas e 2,3 mil banhos tomados.

Segundo Letícia, “o projeto foi desenvolvido visando contribuir para a melhoria da qualidade de vida e saúde das pessoas em situação de rua, garantindo um acesso mínimo a higiene pessoal, neste caso, facilitando que lavem as roupas usadas e sujas para que possam reutilizá-las ao invés de descartá-las”.

Conforme Arlindo Paludo, Presidente da Vipal Borrachas, a empresa enxerga na iniciativa da ONG um compromisso social. “A Vipal Borrachas é bastante afeita a investimentos em projetos sociais que beneficiem pessoas em vulnerabilidade social em várias cidades do Brasil. Nosso objetivo é atrair outras empresas para que estas também colaborem com uma iniciativa com esta e se consiga levar para mais cidades e mais pessoas o Lavanderia de Rua”, destaca Paludo.

A Fundação de Assistência Social e Cidadania (Fasc) divulgou um levantamento, em parceria com a UFRGS, com números alarmantes sobre a população de rua. De 2011 para 2016, houve um aumento de 57% da população de rua em Porto Alegre. O estudo apontou 2115 pessoas adultas nesta situação em 2016 (em 2011 eram 1347). De acordo com a pesquisa, 25,2% da população investigada está há menos de um ano na rua, mas 47,8%, quase metade das pessoas, estão há mais de cinco anos nessa situação.