Música clássica

Ospa realiza neste sábado concerto especial com obras de compositores alemães

Enrique Diemecke é mexicano e está, pela segunda vez, como regente na OSPA em Porto Alegre. Foto: Divulgação
Enrique Diemecke é mexicano e está, pela segunda vez, como regente na OSPA em Porto Alegre. Foto: Divulgação

A Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (Ospa) destaca obras de dois dos maiores expoentes da música sinfônica alemã em concerto deste sábado, dia 9 de junho, na Casa da Música da Ospa (Centro Administrativo Fernando Ferrari – Av. Borges de Medeiros, 1501 – Centro). A partir das 17h, a orquestra interpreta um concerto para piano de Robert Schumann, além de um poema sinfônico e uma suite de ópera de Richard Strauss. A exibição conta com a participação de dois destacados convidados internacionais: o maestro mexicano Enrique Diemecke, diretor artístico do Teatro Colón e da Filarmônica de Buenos Aires, e Homero Francesch, pianista uruguaio radicado na Suíça. Os ingressos estão à venda por valores entre R$ 30 e 80 em www.ospa.org.br ou podem ser adquiridos no local, no dia do evento, das 14 às 17h.

Sobre o programa

A apresentação inicia com o “Concerto para piano e orquestra em lá menor”, um dos mais belos e conhecidos da literatura pianística. Nome central do romantismo musical alemão, Schumann (1810-1856) elaborou esta peça, primeiramente, como uma Fantasia para piano e orquestra dedicada a Clara Schumann, sua esposa. O material foi transformado em um concerto e estreado alguns anos depois, em 1845, em Dresden, tendo como solista a própria Clara. O solista Homero Francesch já se apresentou com importantes orquestras europeias como as filarmônicas de Berlim e de Viena.

Richard Strauss (1864 – 1949) foi um dos principais nomes do período romântico tardio e início da era moderna, influenciando profundamente os compositores de sua geração. Duas de suas obras integram o programa do concerto: o poema sinfônico “As alegres travessuras de Till Eulenspiegel” e a Suite da ópera “O Cavaleiro da Rosa”. A primeira, finalizada em 1895, conta a história de um personagem folclórico da Alemanha medieval. Já “O Cavaleiro da Rosa” é uma ópera cômica que, em grande parte, utiliza elementos da valsa. Com a estreia em 1911, Strauss conquistou fama internacional. Após o surgimento de várias suites não autorizadas e pouco apreciadas por Strauss, ele mesmo escreveu uma suite de concerto, usando uma coletânea de alguns dos melhores trechos da ópera, publicada em 1945.

Ingressos promocionais para estudantes

Para incentivar o público estudantil a frequentar os concertos da Casa da Música da Ospa, a orquestra disponibiliza uma cota de ingressos com desconto especial para estudantes. No sábado, dia 9, das 14h às 16h30, quem comparecer no local com carteira estudantil ou comprovante de matrícula, poderá adquirir entradas para o concerto, para platéia, balcões e mezaninos, por R$ 10 (conforme disponibilidade).

Mais sobre o regente Enrique Diemecke (México)

É diretor artístico do Teatro Colón e da Filarmônica de Buenos Aires, diretor musical da Sinfônica de Long Beach (California) e diretor artístico da Orquestra Sinfônica de Flint (Michigan). É frequentemente convidado de orquestras e casas de concerto de todo o mundo. Durante os 20 anos em que esteve à frente da Sinfônica Nacional do México, Diemecke levou a orquestra a extensas turnês pelo México, Europa e Estados Unidos. Tem uma vasta experiência em ópera: entre 1984 e 1990 foi diretor musical da Ópera de Belas Artes do México. No ano passado, regeu a Ospa pela primeira vez, no Salão de Atos da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, conquistando os aplausos e o carinho do público porto-alegrense.

Mais sobre o pianista Homero Francesch (Uruguai – Suíça)

Uruguaio radicado na Suíça, já se apresentou nas maiores salas de concertos da Europa, Estados Unidos, Canadá, Japão, Austrália e America Latina. Tem se apresentado como solista ao lado das principais orquestras da Europa como a Filarmônica de Berlim, a Filarmônica de Munique, a Filarmônica de Viena, a Orquestra Filarmônica da RAI, entre outras. Participou como solista e recitalista em festivais como o Festival de Ópera de Savonlinna na Finlândia e o Festival de Bach em Londres (com Leonard Bernstein). Entre 2004 e 2009 foi diretor artístico da Sommer Akademie Lenk da Suíça e, desde 2006, ocupa o cargo de diretor artístico na Viersener Musiksommer.

A Ospa é uma das fundações vinculadas à Secretaria de Estado da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer do Rio Grande do Sul (Sedactel). Os concertos da temporada 2018 são patrocinados, via Lei Federal de Incentivo à Cultura (LIC), por Corsan, Banrisul e Grupo Zaffari. Apoio: Ipiranga, Dufrio, Ventos do Sul, Audio Porto e Grupo Renner. A realização é de Ospa, Fundação Cultural Pablo Komlós e Sedactel.

Serviço

Concerto da Ospa | Série Pablo Komlós
Quando: 9 de junho, sábado
Horário: 17h
Local: Sala de Concertos da Casa da Música da Ospa (Centro Administrativo Fernando Ferrari – Av. Borges de Medeiros, nº 1501/Centro, Porto Alegre-RS)
INGRESSOS
Valores: R$ 80 (camarote), R$ 40 (plateia) e R$ 30 (mezaninos e balcões), com 50% de desconto para estudantes, seniores e sócios do Clube do Assinante ZH, e 20% de desconto para titulares do cartão Zaffari Bourbon.