Exposição

Fábio André Rheinheimer expõe no Memorial do Rio Grande do Sul

Desenhos traz a recente obra do artista visual, com 21 desenhos produzidos em grafite e lápis aquarelados. Foto: Divulgação
Desenhos traz a recente obra do artista visual, com 21 desenhos produzidos em grafite e lápis aquarelados. Foto: Divulgação

Entra em cartaz a partir do dia 16 de junho, nas Salas do Tesouro do Memorial do Rio Grande do Sul, a exposição individual do gaúcho Fábio André Rheinheimer. Desenhos traz a recente obra do artista visual, com 21 desenhos produzidos em grafite e lápis aquarelados. A mostra pode ser conferida até o dia 22 de julho e tem entrada franca.

A curadoria de Ana Zavadil oportuniza um olhar atento sobre os trabalhos mais significativos de Fábio André, que resultam de investigação iniciada em 2012 por meio da técnica em desenho. O evento tem a realização e promoção do próprio artista.

“Nesta série de trabalhos a linha se transforma por meio da acumulação e, em meio às tramas feitas a grafite o ritmo do gesto se intensifica e pontua com as linhas feitas por lápis aquarelados, protagonizando contrapontos instigantes. O embate entre o artista e a sua obra surpreendem pelo nexo interno e a singularidade das composições dão pistas para se chegar à poética de Rheinheimer. Os desenhos formam um conjunto que surpreende pela beleza visual das tessituras”- revela Ana Zavadil.

Sobre o artista

Natural de Tenente Portela/RS, Fábio André Rheinheimer é arquiteto, artista visual e curador independente. Cursou Desenho no Atelier Livre (Porto Alegre/RS), em 1989. Participou de diversas exposições coletivas, individuais e salões de arte. Atua profissionalmente nas áreas de arquitetura e artes visuais, em Porto Alegre, onde reside. Atualmente o artista é representado pela Arte&Fato Galeria, em Porto Alegre, desde 2015. Também foi representado pela New Creators, em São Paulo, entre os anos de 2014 e 2016.