Resposta ao caos

Temer anuncia forças federais para desobstruir estradas após desabastecimento

Ainda não é claro se o governo vai usar a Força Nacional de Segurança Pública ou tropas do Exército para desobstruir as estradas

Santana do Livramento: greve dos caminhoneiros na fronteira com Brasil e Uruguai. Foto Marcelo Pinto/Fotos Públicas

O presidente da República Michel Temer (PMDB) fez um pronunciamento afirmando que acionou “forças federais” para desobstruir estradas. A medida ocorre diante da recusa dos caminhoneiros em aceitar as propostas do governo federal e manter os bloqueios de estradas.

Ainda não está claro se o governo vai usar a Força Nacional de Segurança Pública ou tropas do Exército para desobstruir as estradas. O pedido de uso de forças policiais foi também combinado com os governadores, que têm autoridade para desbloquear as rodovias com uso das PMs estaduais.

No comunicado, Temer elencou doze medidas aprovadas em reunião na noite de ontem com representantes da categoria. Dentre as medidas aceitas, estão redução no preço do óleo diesel, reajustes dentro de 30 dias do combustível; eliminação da Cide, entre outras demandas.

O governo acreditava que, com o compromisso, as rodovias seriam desobstruídas. O governante disse que “uma pequena parte de radicais” manteve a paralisação dos veículos de carga.

Conforme o presidente, a União “não irá deixar” que faltem gêneros alimentícios de primeira necessidade. “O governo terá coragem de exercer sua autoridade em defesa do povo brasileiro”, afirmou.