Petrobras reajusta preço do gás em 7,1% em média

Foto: AGÊNCIA PETROBRAS / STÉFERSON FARIA

Uma notícia nada animadora para os consumidores brasileiros: a Petrobras reajustou hoje (8), durante a madrugada, em 7,1%, em média, o preço do Gás Liquefeito de Petróleo de uso industrial e comercial às distribuidoras. A companhia tem como base o preço de paridade formado pelas cotações internacionais mais os custos de transporte e taxas portuárias.

De acordo com a estatal, a paridade é necessária porque o mercado brasileiro de combustíveis é aberto à livre concorrência, dando às distribuidoras a alternativa de importar os produtos. Além disso, o preço médio considera uma margem que cobre os riscos – como volatilidade do câmbio e dos preços.

O Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo (Sindigás) informou que foi comunicado pela Petrobras sobre novo reajuste de preço do Gás Liquefeito de Petróleo empresarial, para embalagens acima de 13 quilos.

Com o aumento, o ágio praticado pela Petrobras está em 31% em relação ao preço praticado no mercado internacional. Na avaliação do Sindigás, “esse ágio vem pressionando ainda mais os custos de negócios que têm o  Gás Liquefeito de Petróleo entre seus principais insumos, impactando de forma crucial empresas que operam com uso intensivo de Gás Liquefeito de Petróleo”.