Sem renovação de contrato, pedágios da BR-290 são desativados

Cancelas das praças de pedágio de Santo Antônio da Patrulha, Gravataí e Eldorado do Sul serão erguidas para trânsito livre dos veículos

Quarta faixa da FreeWay. Foto: Triunfo Concepa/Divulgação (Arquivo)

Os três pedágios da BR-290, até então administrados pela Triunfo Concepa, tiveram as cancelas levantadas a partir das 18h30 desta terça-feira (3). A ação ocorreu após a falta de renovação do contrato de cedência da rodovia federal para a concessionária.

Com isto, a partir de hoje, o DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) passa a ser responsável pela manutenção da BR-290. As cancelas das praças de pedágio de Santo Antônio da Patrulha, Gravataí e Eldorado do Sul estão erguidas para trânsito livre dos veículos. Ou seja, não haverá mais cobrança de pedágio.

A cobrança de tarifas segue suspensas até que uma nova empresa assuma a concessão da BR-290, o que deve ocorrer entre o fim deste ano e o início de 2019. A FreeWay, como ficou conhecida, foi administrada pela Concepa durante 21 anos. Havia expectativa que a empresa e a ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) aumentassem a concessão da rodovia por mais um ano.

Leia mais:  Petrobras recebe plataforma para o Campo de Lula, na Bacia de Santos

BR-290 entra em pacote de concessões

No mesmo dia do fim do contrato com a Concepa, a ANTT divulgou um edital para a concessão de várias rodovias. Os trechos a serem concedidos são a BR-101, entre a divisa SC/RS até o entroncamento com a BR-290 (em Osório); BR-290/RS, no entroncamento com a BR-101 (Osório) até o km 98,1; BR-386, no entroncamento com a BR-285/377 (Passo Fundo) até o entroncamento com a BR-470/116 (Canoas); e BR-448, no entroncamento com a BR-116/RS-118 até o entroncamento com a BR-290/116 (Porto Alegre).

De acordo com o certame, a tarifa-teto definida para o leilão é de R$ 7,24, para cobrança bidirecional (nos dois sentidos da rodovia). A concessão será pelo prazo de 30 anos e consiste na exploração da infraestrutura e na prestação do serviço público de recuperação, conservação, manutenção, operação, implantação de melhorias e ampliação de capacidade do trecho de 473,4 quilômetros.