levantamento

Temporal afetou 26 cidades do Rio Grande do Sul

Comunidade pode ajudar com doações para a Defesa Civil. Foto: Defesa Civil

A Defesa Civil do Rio Grande do Sul divulgou mais informações sobre a situação no Estado como consequência das fortes chuvas e ventos no início da semana. Segundo o levantamento, subiu para 26 o número de municípios gaúchos atingidos pelo forte temporal.

Apesar da trégua das chuvas, o número de residências afetadas também aumentou, passando de 2.630 para 2.780. Os dados foram atualizados nesta quarta-feira pela Defesa Civil que continua atendendo e contabilizando os prejuízos.

O subchefe do órgão, coronel Jarbas Ávila, ressaltou que os ventos e as chuvas de granizo, comuns nos invernos gaúchos, superaram em intensidade as previsões meteorológicas e, pela primeira vez, causaram duas mortes, registradas nos municípios de Sarandi e Ciríaco.

“Lançamos alertas e avisamos as pessoas. Não podemos dizer que não seguiram o recomendado. Nesses casos, a orientação básica é para que todos fiquem em casa ou em locais protegidos e as mortes foram por desabamento. A velocidade do vento foi superior às previsões”, disse Ávila.

Santa Bárbara e Giruá registraram a maior quantidade de casas afetadas, 600 em cada município. Santa Bárbara também concentra o maior número de desabrigados e desalojados do Estado.