em fase de teste

Porto Alegre é pioneira na fiscalização de trânsito com bicicleta elétrica

Equipamentos serão utilizados pela EPTC em teste durante 60 dias Foto: Maria Ana Krack/PMPA

A prefeitura de Porto Alegre recebeu através da EPTC (Empresa Pública de Transporte e Circulação) duas bicicletas elétricas para auxiliar na fiscalização de trânsito.

Os equipamentos serão utilizados por 60 dias, baseados no Decreto 19.701, que possibilita ao poder público o teste de novas tecnologias que contribuam para soluções inovadoras para a cidade. Porto Alegre é a primeira cidade do País que vai utilizar bicicletas elétricas para a fiscalização de trânsito.

As duas bicicletas, modelo Crossover, têm bateria com autonomia de até 70 km, mas funcionam com pedal assistido, ou seja, o impulso potencializa as pedaladas através de um motor de 350 watts.

Segundo a prefeitura de Porto Alegre, a expectativa é aumentar a eficiência na prestação de serviço de fiscalização de trânsito. Atualmente, 40 agentes trabalham na fiscalização com bicicletas, dividimos em dois turnos.

“Os agentes que trabalham com bicicletas na fiscalização percorrem até 30 km, a cada turno de seis horas. Com a autonomia da bateria é possível fazer os dois turnos do dia sem a necessidade de carregar. Vamos testar, acho que pode colaborar bastante com a agilidade e rapidez do atendimento dos agentes”, destaca o diretor-presidente da EPTC, Marcelo Soletti.

Leia mais:  Israel, a pátria do povo judeu

Após os dois meses de testes, a EPTC vai elaborar um relatório sobre o uso dos equipamentos. As bicicletas foram adquiridas graças a uma parceria entre a EPTC e a Move Your Life Brasil.

A representante da empresa Move Your Life Brasil, Marilin Parode, destaca a importância da possibilidade de testar o equipamento na fiscalização de trânsito. “Porto Alegre é a primeira cidade do País que vai utilizar bicicletas elétricas na fiscalização de trânsito. O equipamento com certeza irá potencializar o trabalho dos agentes, com um custo baixo”, ressaltou.