Redução

Para tentar frear greve, Petrobras anuncia redução de 10% no diesel por 15 dias

Greve dos Caminhoneiros na fronteira com Brasil/Uruguai. Crédito: Marcelo Pinto / APlateia

A Petrobras anunciou na noite de hoje (23) uma redução de 10% no valor do diesel nas refinarias por 15 dias. A decisão anunciada pelo presidente da estatal, Pedro Parente, busca frear a greve dos caminhoneiros que estão parados nas estradas há três dias contra preço do diesel.

Na prática, a Petrobras avalia que a redução média será de R$ 0,23 nas refinarias, resultando em uma queda média de R$ 0,25 nas bombas dos postos de combustível. A medida visa tentar dar uma trégua ao movimento e permitir que o governo – pego com as calças curtas – se articule para oferecer uma melhor proposta ao setor.

Em evento ocorrido na tarde de hoje, também no Palácio do Planalto, o presidente Michel Temer disse que pediu uma “trégua” de até três dias na paralisação. “Pedi que na reunião se solicitasse uma espécie de trégua para que em dois, três dias no máximo, pudéssemos encontrar uma solução satisfatória para os caminhoneiros e para o povo brasileiro”, disse. A frase foi registrada pela Agência Brasil.

Temer frisou que o governo “tem trabalhado desde o início da semana para encontrar uma solução para os caminhoneiros”, conforme a agência estatal. “Desde domingo estamos trabalhando nesse tema. Estamos tentando encontrar uma solução que facilite a vida especialmente dos caminhoneiros”.

O que pedem os caminhoneiros

As principais reivindicações da categoria são a redução de impostos sobre o preço do óleo diesel, como PIS/Cofins e ICMS e o fim da cobrança de pedágios dos caminhões que trafegam vazios nas rodovias federais que estão concedidas à iniciativa privada.

A paralisação, que completa três dias hoje, já provoca desabastecimento de mercadorias e combustíveis, além de problemas de trânsito e congestionamentos. Também há relatos de reflexos na aviação civil.