Dia D de vacinação contra gripe mobiliza rede municipal de saúde

Cento e seis salas estarão abertas no sábado para a imunização (Foto: Cristine Rochol/PMPA

Neste sábado (12), cento e seis salas de vacina da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) estarão abertas das 8h às 17h para imunizar contra a gripe pessoas que compõem os grupos prioritários da campanha de 2018.

Além das salas de vacina, espaços como a sede da Coordenadoria Geral de Vigilância em Saúde da SMS também estarão abertos para a imunização.

Podem receber a vacina na rede pública, neste ano – e no sábado – crianças entre seis meses e menos de cinco anos, pessoas com mais de 60 anos, gestantes, puérperas que tiveram bebê há até 45 dias, trabalhadores da saúde e indígenas. Também devem ser vacinadas pessoas com comorbidades (doenças pré-existentes) e professores da rede básica e ensino superior. Funcionários do sistema prisional, pessoas privadas de liberdade e adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas também estão nos grupos-alvo, embora não sejam contabilizados para a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde.

A campanha de vacinação contra influenza segue até 1º de junho na rede pública do país; a meta é vacinar 90% de cada grupo prioritário.

Até o final da manhã de quarta-feira, 9, entre grupos prioritários e pessoas com comorbidades, 158.811 doses da vacina foram administradas na rede da SMS. O vacinômetro indica percentual de 31,81% da meta alcançado.

Além do Dia D, todas as unidades de saúde com salas de vacina abertas participam da campanha, com horário de atendimento das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira. O Centro de Saúde Modelo e a US São Carlos, que têm atendimento até as 22h, vacinarão das 8h às 22h, de segunda a sexta-feira, e a Clínica de Família da Restinga terá atendimento das 8h às 20h, de segunda a sexta-feira.

A vacina contra influenza pode ser aplicada junto a outras vacinas ou medicamentos e as contraindicações são para pessoas alérgicas a ovo de galinha e seus derivados e àquelas que tenham histórico de reação anafilática a doses anteriores da vacina. Eventos adversos da imunização costumam ser leves, com tendência a desaparecimento após 48 horas (eritema, aumento da sensibilidade, edema ou dor no local da aplicação, febre menor do que 39ºC, mal estar e mialgia).