Chefe de uma das principais facções criminosas do Rio Grande do Sul é preso no Paraguai

Trabalho internacional entre polícias permitiu captura de membro de uma das principais organizações criminosas do RS. Foto: Divulgação/Polícia Civil

Foi preso na madrugada desta quinta-feira (3), no Paraguai, um dos maiores traficantes de drogas do Rio Grande do Sul e integrante de uma das principais organizações criminosas do estado. Luís Fernando da Silva Soares Júnior, 38 anos, conhecido como Júnior Perneta, foi detido na cidade de Encarnacion. A prisão é fruto de investigação conjunta entre a Polícia Civil gaúcha, por meio do Departamento Estadual de Investigaçoes Criminais (Deic), a Polícia Nacional do Paraguai e a Polícia Civil paranaense.

Segundo o delegado Arthur Raldi, da Delegacia de Capturas (Decap/Deic), a investigação para a localização e prisão do indivíduo começou em 2016 e se estendeu até esta madrugada. “O trabalho de investigação, que incluiu diversas incursões em solo paraguaio e a utilização de ferramentas de inteligência, apurou o nome falso e a placa do veículo que o indivíduo estaria utilizando. Os dados foram repassados à polícia paraguaia, que abordou e prendeu o homem”, explicou Raldi.

O chefe de Polícia, Emerson Wendt, destacou a importância do intercâmbio de informações entre as polícias brasileiras (as quais também se inclui a Polícia Federal), a paraguaia e a Interpol. “A integração entre as instituições durante todos esses meses foi o alicerce para o resultado de sucesso”, completou Wendt.

O preso, que consta na difusão vermelha da Interpol e estava foragido desde 2015, possui cinco mandados de prisão, sendo dois por crimes de homicídio e três por tráfico internacional de drogas.