25 pessoas morreram e 171 ficaram feridas no feriado do Dia do Trabalho nas estradas do RS

Megablitz em Porto Alegre somou os esforços da Polícia Civil e dos agentes da Balada Segura à Operação Viagem Segura (Foto: Divulgação/Detran RS)

A Viagem Segura do Dia do Trabalho, que começou na zero hora de sexta-feira (27) e terminou à meia-noite de terça-feira (1º), registrou 221 acidentes, que resultaram em 25 mortes durante a operação. Além disso, 171 pessoas ficaram feridas nas ruas e estradas gaúchas. No ano passado, foram 24 mortes em quatro dias, considerando os óbitos que ocorrem em até 30 dias pós-acidente.

Foram registradas ainda 9.019 infrações de trânsito, recolhidos 471 veículos a depósito. Cento e sessenta  carteiras de habilitação irregulares foram retidas. Na 88ª edição da operação foram fiscalizados, em todo o Rio Grande do Sul, 24.272 veículos.

Nos cinco dias de atuação reforçada foram realizados 3.586 testes de etilômetro, que registraram 70 infrações por alcoolemia, além de 72 autuações por recusa. A ação da Polícia Rodoviária Federal (PRF), da Brigada Militar (BM) e do Comando Rodoviário da BM (CRBM) retirou das ruas 142 potenciais causadores de acidentes, que responderão por infração dos artigos 165 e 165-A do Código de Trânsito Brasileiro, com multa de R$ 2.934,70 e suspensão do direito de dirigir por um ano, além da retenção do veículo e do documento. Desses, 23 incorreram em crime de trânsito e foram conduzidos a delegacias (32,9% dos testes positivos).

Ação na rodoviária e Megablitz

Na manhã de sexta-feira (27), servidores do Detran RS, da ANTT e da EPTC, acompanhados de integrantes do Lions Club, realizaram ação educativa na estação rodoviária, alertando para a importância da utilização do cinto de segurança também nos ônibus. Foram atingidos 586 passageiros em abordagens a 20 ônibus.

À noite, como já é tradicional em Porto Alegre, ocorreu a Megablitz, somando os esforços da Polícia Civil (PC) e dos agentes da Balada Segura à Viagem Segura. De sexta-feira para sábado, Detran RS, BM, PC, EPTC e Guarda Municipal realizaram duas operações de fiscalização conjuntas na capital, buscando coibir comportamentos de risco e retirar de circulação motoristas sem condições de dirigir.

As blitze foram montadas nas avenidas Loureiro da Silva e Goethe, em frente ao Parque Moinhos de Vento (Parcão). No total, foram fiscalizados 298 veículos. Os órgãos de trânsito autuaram 30 condutores por dirigir sob a influência de álcool ou por recusa ao bafômetro.