Grêmio goleia o Brasil de Pelotas no primeiro jogo da final do Gauchão

Com o resultado, o Grêmio tem boa vantagem para a grande decisão. Foto: Lucas Uebel/Divulgação

No domingo de Páscoa, 32.238 torcedores viram o Grêmio dar um chocolate na final do Campeonato Gaúcho. A equipe do técnico Renato Gaúcho venceu o Brasil de Pelotas por 4 a 0 e fica muito perto de conquistar o título.

As duas equipes fizeram um primeiro tempo equilibrado, com poucas chances de gol para os dois lados. O Brasil de Pelotas veio a Porto Alegre com a proposta de jogar fechado. Já o Grêmio, com sua característica predominante, de trocar passes no campo de ataque adversário.

Mas apesar da equipe gremista começar bem e levar perigo com um chute de Jael, aos 13 minutos, o time pelotense se recuperou e conseguiu fechar os espaços. Também criou e teve a melhor oportunidade aos 31 minutos, com Calyson. Ao final da etapa inicial, Éder Sciola (que tinha cartão amarelo) foi expulso após cometer uma falta grave sobre Luan.

A etapa complementar foi totalmente diferente. Só deu Grêmio. Já no primeiro minuto, os gremistas abriram o placar com gol de Everton. Jael recebeu na área e serviu Everton na esquerda, que entrou chutando cruzado de canhota, sem chance para goleiro Marcelo Pitol.

O segundo saiu dos pés de Alisson, depois de pegar o rebote e mandar para o fundo das redes, aos 9 minutos. Após o gol, o Grêmio seguiu firme no ataque e aos 25 minutos, depois de um passe de letra de Jael, Everton ampliou, marcando o terceiro. E teve mais.   Aos 32 minutos. Ramiro cobrou uma falta de muito longe, com força, e Pitol, no centro do gol, aceitou, 4 a 0.

Com o resultado, o Grêmio tem boa vantagem para a grande decisão, no próximo domingo, às 16h, no Bento Freitas, em Pelotas. “Toda a equipe está de parabéns hoje. Depois da expulsão, tivemos mais espaços e conseguimos trabalhar. Temos que trabalhar com essa vantagem agora”, ressaltou Everton na zona mista.

“Estamos acostumados a decidir finais já. Vamos respeitar a equipe deles, que fez a melhor campanha do campeonato; temos a vantagem, mas faltam 90 minutos ainda”, disse o zagueiro Pedro Geromel.

“Respeito total pela equipe do Brasil, jogar lá é sempre muito difícil. Se tivesse acabado, nem precisaríamos ir a Pelotas e pegaríamos a taça aqui, mas não é assim que funciona”, ressaltou Marcelo Grohe.

Na zona mista, os jogadores do Brasil de Pelotas também falaram sobre o jogo.  “O segundo tempo foi muito difícil, até por ter um jogador a menos. Vamos tentar vencer em casa para encerrar bem, mas futebol nunca se sabe”, comentou Pitol.

Lateral Artur repetiu o discurso do goleiro do Brasil de Pelota. “É difícil jogar contra o Grêmio com um jogador a menos, mas nada é impossível no futebol”, disse.

Grêmio: Marcelo Grohe; Léo Moura (Alisson), Geromel, Kannemann e Cortez; Maicon (Jailson), Arthur, Ramiro e Luan; Éverton e Jael (Thonny Anderson). Técnico: Renato Gaúcho.

Brasil de Pelotas: Marcelo Pitol; Éder Sciola, Leandro Camilo, Heverton e Arthur; Leandro Leite (Vacaria), Valdemir (Mossoró), Calyson e Toty (Ednei); Alisson Farias e Lourency. Técnico: Clemer.