DADOS

Porto Alegre já registrou quase 800 casos de violência contra a mulher em 2024

Os dados de Porto Alegre foram divulgados pelo Ministério dos Direitos Humanos e Cidadania.

Compartilhe:
Foto: Divulgação

Segundo o Ministério dos Direitos Humanos e Cidadania, a cidade Porto Alegre já registrou em 2024 o total de 794 casos de violações (qualquer fato que atente ou viole os direitos humanos de uma vítima, como maus tratos, exploração sexual, tráfico de pessoas) contra a mulher.

Desse total, apenas 110 denúncias foram efetivadas. Em todo o estado do Rio Grande do Sul, são 2.812 casos de violações e 405 denúncias feitas.

Para Patrícia Aparecida Trindade Vargas, Mestra em Ciências da Educação, este tema engloba toda a esfera social do País e, reflexões sociais sobre o tema contribuem com o propósito de suprimir esse problema.

“Esta é uma pauta que ultrapassa os limites de determinada comunidade e ou Estado (isoladamente) e diz respeito a um crime. Trazer essa temática para o debate social conscientiza não apenas na identificação de condutas reprováveis, mas informa sobre onde e quando se deve denunciar. Além disso, é uma forma para as mulheres apoiarem-se umas às outras”, avalia Patrícia.

Para Patrícia, a violência contra mulheres constitui-se, como informa o Manual de Política Nacional de Enfrentamento À Violência Contra as Mulheres, em uma das principais formas de violação de direitos humanos, atingindo-as em seus direitos à vida, à saúde e à integridade física.

Por fim, a especialista dá dicas sobre como as mulheres podem pedir ajuda. Confira também os canais de denúncia:

  • Realizar a chamada ao 190 polícia e conversar como se estivesse realizando pedido de delivery, é uma forma muito útil de pedido de socorro, ao perigo eminente sofrido pela mulher;
  • Além disso, qualquer cidadão pode fazer denúncias através da Central de Atendimento à Mulher, pelo número telefônico 180. As delegacias especializadas não são direcionadas a tratar apenas destes tipos penais, permitindo um socorro de forma mais ampla;
  • As Delegacias Especializadas de Atendimento à Mulher (DEAMs) realizam ações de prevenção, apuração, investigação e enquadramento legal. Nas unidades, é possível solicitar medidas de proteção de urgência nos casos de violência doméstica contra mulheres. E, as Salas das Margaridas são espaços destinados ao acolhimento de mulheres vítimas de violência, e funcionam nas dependências da Delegacia de Polícia do município.

 

  • 1ª DELEGACIA DE POLÍCIA ESPECIALIZADA DE PROTEÇÃO À MULHER PORTO ALEGRE/DIPAM/DPGV
    E-mail: poa-dm@pc܂rs܂gov܂br
    Telefone: 51. 3288-2172
    Endereço: Av. Ipiranga, 1803. Porto Alegre. Palácio da Polícia.
  • SALA DAS MARGARIDAS PORTO ALEGRE
    Telefone: 51. 3288-2172
    Endereço: Rua Prof. Freitas e Castro, 720 – Porto Alegre.

Quer receber notícias no WhatsApp?
Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Compartilhe:
error: