VISITANTE

Equipes monitoram elefante-marinho na Praia do Cassino

O elefante-marinho juvenil que está na beira da Praia do Cassino desde 19 de janeiro.

Compartilhe:
Foto: Divulgação/ Portos RS

Nos últimos dias, os veranistas que frequentam a praia do Cassino, em Rio Grande, no Litoral Sul do Estado, já se acostumaram com a presença de um elefante-marinho.

Equipes do Portos RS e do Cram (Centro de Recuperação de Animais Marinhos) da Furg (Universidade Federal do Rio Grande) o animal desde 19 de janeiro.

Ele apareceu próximo a uma das guaritas dos guarda-vidas da Operação Verão Total e, aos poucos, tem avançado em direção ao centro do balneário, sendo monitorado de perto pelos técnicos.

Segundo a oceanóloga e coordenadora do Cram, Paula Canabarro, o elefante- marinho está no Cassino para um processo de troca de pelo, devendo permanecer até concluir boa parte dessa mudança.

“Esse é um animal macho juvenil. Nós estimamos que ele pese entre 700 e 800 kg e meça três metros. Os machos adultos dessa espécie chegam a seis metros de comprimento e quatro toneladas de peso. Então, esse é um animal que ainda está no início de sua vida, com cerca de quatro anos de idade”, disse Paula.

Isolamento

Além de permitir o descanso do elefante-marinho, o isolamento também serve para a proteção dos veranistas, pois trata-se de um animal selvagem que pode causar riscos a quem se aproximar.

Durante o dia, os técnicos do Cram se revezam no monitoramento e à noite esse trabalho é realizado pela Patrulha Ambiental da Brigada Militar e pela Guarda Municipal.

Quer receber notícias no WhatsApp?
Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Compartilhe:
error: