FIQUE ATENTO

SES alerta para cuidados com a presença de águas vivas no Litoral

As águas vivas possuem tentáculos com células urticantes.

Compartilhe:
Foto: Corpo de Bombeiros do Rio Grande do Sul / Divulgação

A SES (Secretaria Estadual da Saúde) alerta para a necessidade de atenção à presença das águas vivas no litoral gaúcho.

“Já no início da temporada de verão 2023/2024 é grande o número de registros de acidentes por contato com esses animais”, ressaltou a SES.

As águas vivas possuem tentáculos com células urticantes, que ao tocar a pele de banhistas podem causar dor local, erupção cutânea, bolhas e vermelhidão.

Conhecidas como mães d’água ou caravelas, as águas vivas são animais aquáticos e de aparência frágil, porém constituídos de estruturas que parecem queimar.

“Crianças e surfistas são as populações geralmente mais afetadas, por permanecerem mais tempo na água. No verão, a temperatura do mar do Rio Grande do Sul está um pouco mais aquecida o que favorece a proliferação do fitoplâncton (alimento destes animais) e possibilita também a reprodução destes cnidários”, disse a SES.

 Orientação

  • Lavar o local atingido com água do mar (não lavar com água doce), remover suavemente os tentáculos aderidos na pele, (não esfregar o local).
  • Também é recomendável banhos e compressas com vinagre, aplicação de bolsas de gelo em gel, restringir o movimento da área afetada, acalmar a vítima e, se necessário, procurar auxílio médico.
  • Não devem ser aplicadas substâncias sem indicação médica nem pisar ou manipular animais mortos na beira da praia, pois eles ainda podem causar acidentes.

Quer receber notícias no WhatsApp?
Ao entrar você esta ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Compartilhe:
error: